PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 28 de Setembro de 2017 - 09:49
MS abre precedente jurídico contra cobrança indevida a rádios e TVs públicas de todo Brasil



 
 
Uma decisão judicial por unanimidade do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) garantiu ao Governo do Estado, por meio da Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e Televisão Educativa de MS (Fertel) o direito de reproduzir obras musicais, lítero musicais e fonogramas em sua programação. A medida abre precedente jurídico para as rádios e TVs públicas de todo Brasil.

Justiça deu ganho de causa à Fm Educativa 104 uma vez que não possui fins lucrativos.

Os precedentes judiciais, segundo o jurista e filósofo do direito alemão Karl Larenz, são “resoluções em que a mesma questão jurídica, sobre a qual há que decidir novamente, já foi resolvida uma vez por um tribunal noutro caso”, ou seja, decisões anteriores que servem como ponto de partida ou modelo para decisões futuras.

De acordo com o procurador jurídico que manejou a ação a favor do Governo de MS, Danilo Magalhães Martiniano e Silva, em abril de 2016, a Fertel foi acionada pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), para quitar uma dívida de quase R$ 170 mil a título de direitos autorais. Ele informou ainda que o Ecad exigia na Justiça um pagamento mensal de R$ 2.375,31 pelo funcionamento da FM Educativa 104 FM.

Diretor-presidente da Fertel, Bosco Martins, diz que pedido do Ecad é inconstitucional.

O diretor-presidente da Fertel, Bosco Martins, disse que o valor cobrado pela execução pública de obras musicais em sua frequência de rádio era indevido. Isso porque, como a entidade pública não possui fins lucrativos, a cobrança de direitos autorais é proibida pela Constituição.

“O Ecad nos acionou com uma ação de perdas e danos alegando uma cobrança indevida de direitos autorais. Nossa programação tem como objetivo fomentar o entretenimento e levar cultura a nossa população, sem intenção nenhuma de gerar lucros. Não existe cobrar de entidades públicas os direitos autorais. Isso está na Constituição. Nós recorremos porque a emissora pública não tem fins lucrativos e ganhamos a ação na Justiça”, declarou Bosco.

Procurador e diretor da Fertel comemoraram precedente que vai auxiliar emissoras públicas de todo Brasil.

Apesar da dor de cabeça para reverter a suposta dívida em um processo que se arrasta há cerca de seis anos no Judiciário, Bosco conta que ao fim, restou uma boa notícia para a Fertel, reforçando o papel da entidade em fomentar os artistas locais e regionais.

“A par da tentativa do Ecad de querer desconstitucionalizar a Constituição, nós acabamos recebendo uma boa notícia. Para municiar o juiz, tivemos que enviar a playlist da rádio e o Ecad nos mostrou que 90% da nossa programação é composta de músicas regionais. Tirando o flash back, os clássicos e algumas músicas da programação noturna que são do circuito nacional, nós tocamos blues e o chamamé que para o Ecad entra na lista de composições internacionais. Isso mostra que nossa programação prestigia e fomenta os artistas regionais e locais, promovendo efetivamente a nossa cultura sul-mato-grossense”, encerrou o diretor.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
17/10/2017 - 09:44  PM institui "ranking" para premiar servidores que mais produzem
17/10/2017 - 09:27  Situação de desigualdade das mulheres ameaça desenvolvimento mundial, conclui relatório da ONU
17/10/2017 - 09:09  Incêndio consome parque estadual há 4 dias em MS
17/10/2017 - 09:02  Sistema de alerta de desastres naturais será implantado em janeiro de 2018 no Estado
16/10/2017 - 09:55  Em greve, agentes suspendem visitas e banhos de sol nos fins de semana
16/10/2017 - 09:29  Reaberto prazo para município aderir a parcelamento de débitos previdenciários
16/10/2017 - 09:14  Temer sanciona lei que permite à Justiça Militar julgar crimes contra civis cometidos em ...
16/10/2017 - 08:46  Crise nos municípios tem forte repercussão na grande imprensa nacional
09/10/2017 - 19:05  "Não vou concluir o Aquário sem antes entregar Trauma", reafirma Governador
07/10/2017 - 20:24   Família buritiense se envolve em acidente na Serra Gaucha .
06/10/2017 - 17:47  Prefeito Edilsom assina contrato com AGEHAB para tirar famílias de área de risco.
06/10/2017 - 10:38  Sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja, lei do Refis passa a valer a partir do dia 16
06/10/2017 - 10:18  Polícia Militar aumenta apreensões de armas, drogas e veículos recuperados
06/10/2017 - 10:04  Mulheres recebem Curso de Produção de Alimentos Saudáveis.
02/10/2017 - 11:44  MS 40 anos: Governo do Estado leva infraestrutura para o desenvolvimento dos 79 municípios
02/10/2017 - 11:28  Proposta prevê compensação conjunta da Lei Kandir e do Fundo de Exportações
02/10/2017 - 11:18  Governo diz que já investiu mais de R$ 1 bilhão no municípios de MS.
02/10/2017 - 10:56  Cartórios poderão emitir RG, CPF, CNH e até Passaporte em Mato Grosso do Sul
29/09/2017 - 11:53  Interação de criança com homem nu gera polêmica após abertura de exposição no MAM
29/09/2017 - 10:19  PIS/Pasep: saiba como consultar o saldo.
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE