PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 29 de Setembro de 2017 - 10:12
Em nota, Famasul reclama de insegurança jurídica no Estado



 
 

Em nota oficial publicada hoje, representantes da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) reclamam da insegurança jurídica em relação aos conflitos agrários envolvendo indígenas e fazendeiros no Estado. 

A  publicação faz referência a revogação da liminar referente ao conflito fundiário de Caarapó que terminou com a morte de um indígena e prisão de cinco fazendeiros.

O ministro Marco Aurélio havia revertido a prisão preventiva dos produtores rurais, mas nova decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) manteve as prisões. 

VEJA A NOTA

“Os produtores relacionados ao episódio possuem títulos legalmente constituídos de suas áreas, têm residência fixa, são pessoas conhecidas nas cidades onde moram e trabalham nas suas propriedades.
 
Essa situação é vivenciada por um número expressivo de produtores rurais que, mesmo tendo adquirido suas áreas de forma legítima e com posse pacífica exercida há mais de meio século, têm seus títulos questionados e suas propriedades invadidas.

Infelizmente, conflitos como esses resultam da falta de resposta definitiva, por parte do Poder Público, que garanta a pacificação no campo, a legalidade e a segurança jurídica.

Atualmente, há em Mato Grosso do Sul 123 propriedades rurais invadidas por indígenas, além de outras 5 áreas urbanas”, informaram. 

PRISÕES 

As prisões aconteceram em agosto do ano passado. Entre os detidos estão Jesus Camacho, Virgilio Mettifogo, Eduardo Yoshio Tominaga, Nelson Buainain Filho e Dionei Guedes.

Na época, a Polícia Federal cumpriu mandados de prisão e de busca de apreensão expedidos pela Justiça Federal de Dourados.
 
Na ação, foram encontradas diversas armas como um rifle calibre .38, uma pistola calibre. 380 e sete espingardas de diversos calibres. A maioria dos cartuchos é de calibres .22, .380 e .38.
 
CONFRONTO
 
No dia 12 de junho, índios da comunidade Tey Kuê, da etnia Guarani-Kaiowá, ocuparam a Fazenda Yvu. No dia seguinte, agentes da Polícia Federal foram notificados da ocupação por fazendeiros que os levaram até o local.
 
Os policiais não encontraram reféns e foram informados pelos indígenas de que o proprietário poderia, em 24h, retirar o gado e seus pertences do local. Sem mandado de reintegração de posse, os PFs retornaram a Dourados.
 
Os proprietários rurais que foram presos e mais 200 ou 300 pessoas ainda não identificadas, munidas de armas de fogo e rojões, se organizaram para expulsar os índios do local em 14 de junho.
 
De acordo com testemunhas, foram mais de 40 caminhonetes que cercaram os índios, com auxílio de uma pá carregadeira, e começaram a disparar em direção à comunidade.
 
De um grupo de 40 a 50 índios, oito ficaram feridos e Clodioude Aquileu Rodrigues morreu. Dos indígenas feridos, um deles continua internado.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
17/10/2017 - 09:44  PM institui "ranking" para premiar servidores que mais produzem
17/10/2017 - 09:27  Situação de desigualdade das mulheres ameaça desenvolvimento mundial, conclui relatório da ONU
17/10/2017 - 09:09  Incêndio consome parque estadual há 4 dias em MS
17/10/2017 - 09:02  Sistema de alerta de desastres naturais será implantado em janeiro de 2018 no Estado
16/10/2017 - 09:55  Em greve, agentes suspendem visitas e banhos de sol nos fins de semana
16/10/2017 - 09:29  Reaberto prazo para município aderir a parcelamento de débitos previdenciários
16/10/2017 - 09:14  Temer sanciona lei que permite à Justiça Militar julgar crimes contra civis cometidos em ...
16/10/2017 - 08:46  Crise nos municípios tem forte repercussão na grande imprensa nacional
09/10/2017 - 19:05  "Não vou concluir o Aquário sem antes entregar Trauma", reafirma Governador
07/10/2017 - 20:24   Família buritiense se envolve em acidente na Serra Gaucha .
06/10/2017 - 17:47  Prefeito Edilsom assina contrato com AGEHAB para tirar famílias de área de risco.
06/10/2017 - 10:38  Sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja, lei do Refis passa a valer a partir do dia 16
06/10/2017 - 10:18  Polícia Militar aumenta apreensões de armas, drogas e veículos recuperados
06/10/2017 - 10:04  Mulheres recebem Curso de Produção de Alimentos Saudáveis.
02/10/2017 - 11:44  MS 40 anos: Governo do Estado leva infraestrutura para o desenvolvimento dos 79 municípios
02/10/2017 - 11:28  Proposta prevê compensação conjunta da Lei Kandir e do Fundo de Exportações
02/10/2017 - 11:18  Governo diz que já investiu mais de R$ 1 bilhão no municípios de MS.
02/10/2017 - 10:56  Cartórios poderão emitir RG, CPF, CNH e até Passaporte em Mato Grosso do Sul
29/09/2017 - 11:53  Interação de criança com homem nu gera polêmica após abertura de exposição no MAM
29/09/2017 - 10:19  PIS/Pasep: saiba como consultar o saldo.
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE