PUBLICIDADE
Economia
Noticia de: 25 de Outubro de 2017 - 07:30
Aumento de 42,8% na taxa de energia deve ser maior para o consumidor de MS



 
 

Aumento de 42,8% na taxa de energia deve ser maior para o consumidor de MS

 
 

Aumento da taxa extra cobrada nas contas de luz, de R$ 3,50 para R$ 5 cada 100 kWh consumidos, aprovado hoje pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), deve ser maior para os consumidores sul-mato-grossenses, segundo a presidente do Conselho dos Consumidores da Área de Consessão da Energisa Mato Grosso do Sul (Cocen), Rosimeire Cecília da Costa.

Segundo Rosimeire, sobre o valor de R$ 5 deve incidir o Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Contribuição para o Custeio da Iluminação Pública (Cosip), Programas de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS) e Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins). Ela não detalhou quanto deve ser o índice de aumento.

A Cosip, por exemplo, é uma taxa que não é necessariamente cobrada em todos os municípios do país. No caso de Campo Grande, há cobrança ainda atende diferentes faixas de consumo com percentuais próprios.

Conforme determinação da Aneel, o novo valor, que representa aumento de 42,8% para o valor do patamar 2 da bandeira tarifária vermelha, passará a valer já a partir de novembro. De acordo com o diretor da Aneel Tiago Correia, a aplicação imediata do novo valor vai evitar um déficit ainda maior na conta que arrecada os recursos das bandeiras tarifárias, que já registra prejuízo.

Esses recursos são usados para cobrir o aumento no custo da geração de energia no país, que ocorre quando a falta de chuvas faz cair muito o nível de armazenamento de água dos reservatórios das hidrelétricas e é necessário acionar mais termelétricas - que geram energia mais cara.

Rosimeire disse ainda que o Concen irá acompanhar todas as etapas no processo do aumento da tarifa e orientou que o consumidor reveja seu consumo de energia, procurando minizar o máximo possível os gastos dentro do ambiente doméstico.

PERCENTUAIS SOBRE A COSIP COBRADOS 

Para quem consome entre 0 a 100 Kwh por mês não paga a Cosip. Para outras faixas:

101 a 150 Kwh/mês - 4,5%;

151 a 200 Kwh/mês - 5%;

201 a 250 Kwh/mês - 7%;

251 a 300 Kwh/mês - 7,5%;

301 a 400 Kwh/mês - 8%;

401 a 500 Kwh/mês - 9%;

501 a 600 Kwh/mês - 9,5%;

601 a 700 Kwh/mês - 10%;

701 a 800 Kwh/mês - 10,5%;

801 a 900 Kwh/mês - 11,5%;

901 a 1000 Kwh/mês - 12,5%;

1001 a 1500 Kwh/mês - 13,5%;

1501 ou acima Kwh/mês - 15%.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
16/10/2018 - 09:52  Celulose e carnes provocam aumento de 23% nas exportações de MS
16/10/2018 - 09:41  Setor de serviços avança 1,2% e tem melhor agosto desde 2011, aponta IBGE
09/10/2018 - 10:17  Produção industrial cai em agosto em 6 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE
09/10/2018 - 09:44  Novas indústrias irão gerar 500 empregos em Mato Grosso do Sul
02/10/2018 - 10:07  Soja bate R$ 84 e acelera venda antecipada do grão no Estado
01/10/2018 - 16:08  Três a cada quatro idosos usam exclusivamente o SUS, diz estudo
01/10/2018 - 15:31  Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti realiza audiência pública da Lei Orçamentária Anual.
01/10/2018 - 09:32  Busca por consignado cresce e chega a R$ 5,7 bilhões no Estado
28/09/2018 - 11:00  IBGE confirma MS como 4º maior rebanho de bovinos
27/09/2018 - 09:15  Consumidores de MS buscam R$ 1,2 bilhão em empréstimos
26/09/2018 - 11:42  Consignado com FGTS pode ajudar 484 mil trabalhadores em MS
21/09/2018 - 10:31  Prévia da inflação oficial fica em 0,09% em setembro, aponta IBGE
19/09/2018 - 15:47  Dia das crianças deve movimentar R$ 130 milhões em Mato Grosso do Sul
17/09/2018 - 14:38  Economia brasileira cresceu 0,57% em julho, diz Banco Central
10/09/2018 - 11:53  Reforma da pista do aeroporto de Bonito custará R$ 4 milhões a MS
10/09/2018 - 10:43  Projeção da inflação cai de 4,16% para 4,05% este ano
10/09/2018 - 10:06  Receita abre consulta ao 4º lote de restituição do IR nesta segunda
03/09/2018 - 10:47  Receita do Estado avança 18% e soma R$ 1,2 bi a mais até julho
27/08/2018 - 09:17  População já pagou R$ 703 milhões em impostos em Campo Grande
23/08/2018 - 09:42  Conta de luz vai ficar 24,42% mais cara em cinco cidades de Mato Grosso do Sul
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE