PUBLICIDADE
Economia
Noticia de: 05 de Janeiro de 2018 - 15:43
Exportações de carne retomam crescimento que chega a 14%



 
 

As exportações brasileiras de carne bovina in natura continuam a registrar o bom momento dos últimos três meses de 2017. O volume de exportações foi 10% maior e a receita 14%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (5), pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior  (MDIC),  através da SECEX/DECEX.

Segundo informações da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), os principais responsáveis pela recuperação das vendas foram o mercado chinês que comprou cerca de 300 mil toneladas anuais, Egito, Rússia e Arábia Saudita. 

Somente em dezembro, a receita nacional com vendas internacionais obteve US$ 559,2 milhões. contra US$ 439,3 milhões no mesmo período, ou seja: um aumento de 25% na movimentação e de 27% na obtenção de divisas.

"Baixas importantes aconteceram somente nos países que compõem a União Europeia e a Venezuela. Acreditamos que 2018 será um período de continuidade das boas condições de mercao para carne bovina brasileira com expectativa de chegarmos próximos ao último recorde nacional, no qual foram exportados 1,5 milhão de toneladas", destaca a associação.

MELHORES CLIENTES

O maior cliente do país foi a China que, embora o governo local venha tentando evitar a triangulação existente na entrada da carne no país por Hong Kong, tem aumentando suas compras ano a ano, tanto na cidade estado como pelo continente.

 Em 2017 a China comprou o total de 567.638 toneladas de carne bovina brasileira, o que significa uma participação de 38,2% na movimentação do produto pelo Brasil. Vieram a seguir o Egito (153.660 toneladas); a Rússia (151.645 toneladas) e o Irã (133.192 toneladas).

Segundo a entidade, o setor poderá crescer um pouco acima de 10% em 2018 com a possibilidade de os Estados Unidos voltarem a adquirir carne bovina in natura, proibida desder a metade de 2017, do contínuo crescimento chinês e uma melhora nas relações com a União Europeia, além de início de movimentação com alguns novos mercados no sudeste asiático.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
16/10/2018 - 09:52  Celulose e carnes provocam aumento de 23% nas exportações de MS
16/10/2018 - 09:41  Setor de serviços avança 1,2% e tem melhor agosto desde 2011, aponta IBGE
09/10/2018 - 10:17  Produção industrial cai em agosto em 6 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE
09/10/2018 - 09:44  Novas indústrias irão gerar 500 empregos em Mato Grosso do Sul
02/10/2018 - 10:07  Soja bate R$ 84 e acelera venda antecipada do grão no Estado
01/10/2018 - 16:08  Três a cada quatro idosos usam exclusivamente o SUS, diz estudo
01/10/2018 - 15:31  Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti realiza audiência pública da Lei Orçamentária Anual.
01/10/2018 - 09:32  Busca por consignado cresce e chega a R$ 5,7 bilhões no Estado
28/09/2018 - 11:00  IBGE confirma MS como 4º maior rebanho de bovinos
27/09/2018 - 09:15  Consumidores de MS buscam R$ 1,2 bilhão em empréstimos
26/09/2018 - 11:42  Consignado com FGTS pode ajudar 484 mil trabalhadores em MS
21/09/2018 - 10:31  Prévia da inflação oficial fica em 0,09% em setembro, aponta IBGE
19/09/2018 - 15:47  Dia das crianças deve movimentar R$ 130 milhões em Mato Grosso do Sul
17/09/2018 - 14:38  Economia brasileira cresceu 0,57% em julho, diz Banco Central
10/09/2018 - 11:53  Reforma da pista do aeroporto de Bonito custará R$ 4 milhões a MS
10/09/2018 - 10:43  Projeção da inflação cai de 4,16% para 4,05% este ano
10/09/2018 - 10:06  Receita abre consulta ao 4º lote de restituição do IR nesta segunda
03/09/2018 - 10:47  Receita do Estado avança 18% e soma R$ 1,2 bi a mais até julho
27/08/2018 - 09:17  População já pagou R$ 703 milhões em impostos em Campo Grande
23/08/2018 - 09:42  Conta de luz vai ficar 24,42% mais cara em cinco cidades de Mato Grosso do Sul
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE