PUBLICIDADE
Economia
Noticia de: 24 de Janeiro de 2018 - 11:00
Setor em alerta com queda de 12% nas exportações de frango



 
 

Os embarques de frango para o mercado exterior registraram uma redução de mais de 12%, em relação ao mês de dezembro. A média diária exportada segue no limite de 13 mil toneladas comercializadas, contra 14.782 toneladas negociadas em dezembro de 2017.

Igualmente preocupante é o preço alcançado até aqui. De acordo com os números da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério Indústria, Comércio Exterior e Serviços (SECEX/MDIC), o valor médio registrado nesses 14 dias foi ligeiramente inferior a US$1.510,00 por tonelada exportada, correspondendo ao menor valor dos últimos 20 meses. Ou seja: desde junho de 2016 não se chegava a um valor tão baixo. 

Em Mato Grosso do Sul, o ciclo 2017 terminou com  28.326.278 toneladas comercializadas para o exterior. Em comparação com 2016, o volume registrou aumento de quase 1%, mas, ainda está longe das expectativas dos produtores. 

A Cadeia Produtiva da avicultura sul-mato-grossense apresenta números que demonstram o encolhimento do setor produtivo. No ano de 2014 o estado possuía 1.141 aviários e 490 produtores integrados, em 2016 houve retração de 5,7% e 18,2%, respectivamente, totalizando 1.076 aviários e 401 produtores integrados.

Projetada a média atual para os 22 dias úteis do mês, chega-se a um total mensal da ordem de 285 mil toneladas de produto in natura, resultado que, se confirmado, corresponderá ao mais baixo volume dos últimos 15 meses.

ANÁLISE DE CONJUNTURA

No cenário internacional, os novos registros de Influenza Aviária envolvendo países da Europa, Ásia, África e América Central, mais a chegada do inverno no hemisfério norte, devem fazer com que o problema não seja equacionado tão cedo. 

O ritmo das exportações de carne de frango dos Estados Unidos que vinham em pleno crescimento, desacelerou. Embora o volume acumulado nos doze meses encerrados em setembro último apresente evolução de 4,5%, esse índice deve cair no fechamento de 2017, pois o total acumulado no decorrer do ano indica, por ora, aumento de apenas 1,4%.

No cenário nacional, o levantamento mensal da Embrapa Suínos e Aves apontou que em outubro passado o custo de produção do frango aumentou para R$2,37/kg, atingindo o maior valor dos últimos sete meses. E deve continuar subindo em novembro pois as matérias-primas básicas utilizadas na alimentação das aves e que têm grande peso no custo tiveram evolução nos preços. 

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
22/02/2018 - 13:00  Estado contabiliza 445 firmas abertas no mês, alta de 4,2%0
19/02/2018 - 10:29  'Prévia' do PIB do Banco Central indica que economia brasileira cresceu 1,04% em 2017
09/02/2018 - 09:56  Se a inflação caiu, por que o gás de cozinha e a gasolina subiram tanto?
08/02/2018 - 10:00  BID negocia US$ 47,7 milhões em linha de crédito para Mato Grosso do Sul
07/02/2018 - 08:47  Preço do botijão de gás cai 6% em Campo Grande
06/02/2018 - 09:56  Preço alto reduz em 30% venda de combustível em MS
05/02/2018 - 10:54  Petrobras anuncia 3ª alta consecutiva para preço da gasolina na refinaria
30/01/2018 - 10:17  Preço médio da gasolina nos postos aumenta pela 13ª semana seguida
29/01/2018 - 07:28  Estado se prepara para nova supersafra de soja
25/01/2018 - 10:00  Empresários devem refinanciar dívidas com a União antes do dia 31
22/01/2018 - 10:21  Estado muda regras para aumentar a arrecadação
22/01/2018 - 10:15  FGV prevê crescimento de 0,5 ponto no Índice de Confiança da Indústria
17/01/2018 - 12:00  Pré-custeio da safra 2018/19 deve chegar a R$ 12 bilhões
17/01/2018 - 11:00  Setor de mineração reage e movimenta R$ 1 bilhão em MS
15/01/2018 - 10:00  'Prévia' do PIB do Banco Central registra crescimento de 0,49% em novembro
15/01/2018 - 09:46  Setor de caminhões reage em 2017, mas fábricas operam com 25% da capacidade
15/01/2018 - 08:50  MS mira em estrangeiros para viabilizar fábrica de celulose
12/01/2018 - 10:00  MS renegociou R$ 3,6 bilhões em dívidas com União e BNDES
12/01/2018 - 09:26  Venda de materiais de construção aumenta 5% no Estado
11/01/2018 - 13:27  Sem correção, defasagem da tabela do IR sobe para 88,4%
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE