PUBLICIDADE
Política
Noticia de: 05 de Fevereiro de 2018 - 07:33
Congresso volta de recesso nesta segunda, com pauta centrada em segurança pública



 
 

Congresso volta de recesso nesta segunda, com pauta centrada em segurança pública

 
 

O Congresso retoma nesta segunda-feira, 5, os trabalhos em um ano em que o ritmo das votações deve ser afetado pela campanha para as eleições de outubro. Na pauta das duas Casas, além da reforma da Previdência, terão destaque os temas ligados à segurança pública.

Tanto o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quanto do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), são de Estados que passam por uma crise na área, com aumento nos índices de criminalidade. Na semana passada, um tiroteio fechou a Linha Amarela, uma das principais vias expressas do Rio que liga a zona Norte à região da Barra e do Recreio. No Ceará, uma chacina deixou 14 mortos em um bairro na periferia de Fortaleza.

Já de olho na eleição, os dois vão levantar a bandeira de que é necessário aprovar um plano de melhorias para o setor. Enquanto Maia articula uma eventual candidatura à Presidência, Eunício vai tentar a reeleição como senador pelo Ceará.

Nesta segunda, o tema será o foco do discurso do presidente do Senado na abertura do ano legislativo.“Precisamos olhar com prioridade para a questão da segurança, um problema que assombra praticamente todos os Estados brasileiros”, disse Eunício ao Estado.

+++ Michel Temer se reúne com o relator da reforma da Previdência neste domingo

Apesar do esforço conjunto, ainda não foi definido um cronograma dos projetos que devem ser levados ao plenário das duas Casas nos próximos meses. Um levantamento feito por técnicos do Senado mostra que a maioria das propostas que estão em discussão hoje não tem uma visão global do problema e foca em questões específicas de categorias, como policiais e militares.

Na Câmara, Maia vai trabalhar para concluir os trabalhos de uma comissão especial formada por juristas e presidida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, que tem como objetivo apresentar um projeto para melhorar a legislação de combate ao tráfico de drogas e de armas.

Pauta econômica. Na economia, a Previdência será o centro das atenções em fevereiro, mas o governo tem dado sinais de que irá tentar esgotar o tema nas próximas semanas, independentemente de conseguir ou não os 308 votos necessários para aprovar a medida na Câmara.

Outros temas com foco na recuperação econômica devem entrar no radar em seguida, como a simplificação do sistema tributário e o projeto de lei sobre a privatização da Eletrobrás, cujo texto já foi enviado pelo Planalto ao Congresso.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
22/10/2018 - 12:46  Próximo presidente terá 'cheque' de R$ 258 bi para cumprir regra de ouro
22/10/2018 - 10:53  Simone Tebet pode presidir o Senado num eventual governo Bolsonaro
22/10/2018 - 09:45  Reinaldo tem 54% em nova pesquisa divulgada nesta segunda-feira 22 de outubro
22/10/2018 - 09:22  Abstenção em MS elegeria nove vezes o deputado eleito menos votado no Estado
17/10/2018 - 12:07  PF indicia Michel Temer e filha Maristela por corrupção passiva e lavagem de dinheiro
17/10/2018 - 10:22   Câmara de Dois Irmãos do Burtiti recebe LOA.
17/10/2018 - 10:19  Azambuja cobra celeridade do TRE sobre suposto erro em urnas eletrônicas
16/10/2018 - 09:57  Deputados reeleitos do MDB e 9 prefeitos apoiam Reinaldo Azambuja
16/10/2018 - 09:20  Bombeiros salvam vida, mas agora respondem a processo.
16/10/2018 - 09:07  Estado reafirma que não tem dinheiro para abrir licitação
16/10/2018 - 08:54  Bolsonaro tem 59% dos votos válidos e Haddad, 41%, aponta Ibope
16/10/2018 - 08:49  Governo Temer tem aprovação de 5% e reprovação de 74%, diz pesquisa Ibope
16/10/2018 - 08:27  Odilon Junior contradiz o pai sobre visita a André Puccinelli na cadeia
15/10/2018 - 17:29  Senadora eleita pelo PSL se diz neutra e não apoia ninguém para governo
15/10/2018 - 17:26  Odilon Jr. visitou Puccinelli na prisão antes de apoio do MDB ao pai
15/10/2018 - 17:23  Com perfis falsos na internet, esfaqueador de Bolsonaro fez menção ao PCC
15/10/2018 - 17:16  Coligação do PSDB terá maioria na Assembleia
09/10/2018 - 10:25  PSB, PSDB, Rede, DC e PPL devem anunciar hoje apoio no segundo turno
09/10/2018 - 09:58  Haddad e Bolsonaro descartam mudar Constituição
09/10/2018 - 09:56  Bolsonaro tem 55,06% dos votos em MS, contra 23,87% de Haddad
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE