PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 11 de Abril de 2018 - 16:34
Queda na receita do ICMS do gás acende "luz amarela" no Estado



 
 

 
 

Queda na arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) do gás natural perdura no primeiro trimestre deste ano e acende “uma luz amarela no Estado”, admitiu nesta manhã o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante lançamento da Campanha do Agasalho em Campo Grande. Somente neste mês, a projeção de perda com o tributo é de R$ 20 milhões, em decorrência da redução do bombeamento do gás boliviano pela Petrobras.

“É aquela sazonalidade de incerteza, que acaba acendendo a luz amarela na questão do Tesouro estadual. Infelizmente, a Petrobras trabalha com imprevisibilidade, ora ela bombeia do pré-sal, ora do Gasbol. É uma incerteza preocupante”, afirmou.

Ainda conforme o governador, estão sendo estudadas quais as alternativas disponíveis para Mato Grosso do Sul não ficar tão dependente da equação do gás, porém o ICMS do produto é um fator determinante na receita estadual e quando diminui o bombeamento, cai o faturamento “e aí impacta, muitas vezes, em você ter que fazer restrições de algumas despesas”, considerou.

O secretário estadual de Governo e Relações Institucionais, Eduardo Riedel, também destacou que o trabalho de contenção de custos pelo governo estadual é permanente, assim como a discussão com a Petrobras para se manter a previsibilidade de volume. No entanto o cenário preocupa, porque o peso do ICMS do gás na composição da receita estadual é muito grande.

“Enquanto não se definir claramente a política, como é que vai ficar o contrato em 2019, essas negociações vão ocorrer de maneira permanente, porque o Estado é dependente. Não tem alternativa de curto prazo, é uma situação que a gente vai ter que discutir — sempre a contenção e, por um outro lado, buscar alternativas de receita com o crescimento econômico. Essa é a lógica que está colocada no governo”, completou. (Colaborou Leandro Abreu)

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
16/10/2018 - 09:45  Em dez anos, usuários de MS fizeram mais de 450 mil trocas de operadoras
16/10/2018 - 09:25  Bombeiros salvam vida, mas agora respondem a processo
16/10/2018 - 09:00  MS teve 2,2 mil demissões por acordo desde o início da reforma
15/10/2018 - 17:33  Fazenda de traficante é 1ª na história transferida para governo paraguaio
15/10/2018 - 17:30  Estado diz que dinheiro só é suficiente para retomar Aquário sem licitação
09/10/2018 - 11:44  Uso de agrotóxicos coloca antas em risco na região do cerrado de Mato Grosso do Sul
09/10/2018 - 11:21   Enem para privados de liberdade é antecipado para 11 e 12 de dezembro
09/10/2018 - 11:19  Chuvas de outubro reduzem 77% dos incêndios em MS comparado a 2017
09/10/2018 - 11:18  Conselho Nacional de Justiça julga processo disciplinar contra a desembargadora Tânia
09/10/2018 - 09:51  Horas de chuva causam enchentes em seis cidades e deixam desalojados
08/10/2018 - 11:05  Governo chama candidatos da PM para prova de título e teste psicológico
08/10/2018 - 10:10  Conheça o Pantanal em preto e branco pintado por estudantes
08/10/2018 - 09:49  Imprensa internacional repercute vantagem de Bolsonaro
08/10/2018 - 09:22  Desafios do próximo governo vão de logística a ICMS do gás
04/10/2018 - 11:54  Secretarias de Educação e Assistência Social realizam eventos ao dia da Criança.
02/10/2018 - 10:18  Bloqueio de sem-terra atinge três rodovias em MS nesta manhã
02/10/2018 - 09:59  Candidatos que se declaram índios ou negros são chamados para entrevista
02/10/2018 - 09:59  Sem-terra bloqueiam BR-163 em Campo Grande, alerta PRF
01/10/2018 - 14:55  Governo quer fechar acordo para reduzir níveis de açúcar em alimentos
01/10/2018 - 10:41  Governo divulga resultado do concurso para o Corpo de Bombeiros
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE