PUBLICIDADE
Mundo
Noticia de: 12 de Abril de 2018 - 10:34
Bebê nasce quatro anos após morte dos pais na China



 
 

Os óvulos fecundados ficaram congelados por quatro anos e foram levados para o Laos de carro (Foto: BBC)

 
 

 Gestado por uma mãe de aluguel, um bebê nasceu na China mais de quatro anos depois de seus pais biológicos terem morrido em um acidente de carro.

 

O casal, segundo a mídia chinesa, morreu em 2013. Antes, porém, tinham congelado vários embriões fecundados na esperança de ter um filho por meio de uma fertilização in vitro.

 

Depois do acidente, os pais do casal enfrentaram uma batalha jurídica para poder usar os embriões congelados e se tornarem avós.

O bebê – um menino – nasceu em dezembro do ano passado após ser gestado por uma mãe de aluguel do Laos. A notícia veio a público apenas nesta semana, quando o jornal The Beijing News publicou uma reportagem sobre o caso.

 

A publicção explicou que a falta de precedente para um caso desse tipo obrigou os pais do casal falecido a enfrentar um verdadeiro campo minado judicial até que fossem autorizados a gestar os embriões usando a barriga de aluguel.

 

Sem precedentes

 

Na época do acidente, os embriões estavam armazenados em um hospital em Nanquim – eram mantidos a uma temperatura de -196ºC em um tanque de nitrogênio líquido.

 

Foi a primeira vez que a corte chinesa decidiu sobre um caso como esse. De acordo com a mídia do país, não havia precedentes de avós poderem herdar embriões congelados dos filhos.

 

E quando finalmente conseguiram a "guarda" dos embriões, eles passaram a enfrentar outros problemas.

 

Os óvulos fecundados só poderiam ser retirados de Nanquim se houvesse prova de que outro hospital os armazenaria. Foi difícil, porém, encontrar uma instituição médica que aceitasse os embriões não apenas por causa da disputa jurídica sobre o caso, mas também porque a China proíbe a contratação de barriga de aluguel.

 

A única opção foi levar os embriões para fora do país.

 

Paternidade e nacionalidade

 

Os futuros avós contrataram uma agência e escolheram o Laos, onde é legal contratar uma barriga de aluguel, para que o bebê fosse gestado.

No entanto, nenhuma companhia aérea aceitou transportar o volume, que se assemelhava a uma garrafa térmica com nitrogênio líquido. Por isso, foi preciso levar a "carga" de carro ao Laos.

 

No Laos, o embrião foi implantado no útero da mãe de aluguel e, em dezembro de 2017, o bebê nasceu. Ele ganhou o nome de Tiantian.

 

Mas, antes mesmo do nascimento do menino, os avós enfrentaram mais um problema. Para Tiantian ter a nacionalidade chinesa, ele precisaria nascer na China. E não bastou que a mãe de aluguel viajasse com visto de turista para dar à luz na China.

 

Para atender às exigências burocráticas, os quatro avós precisaram fazer exames de DNA para provar que o bebê era de fato neto deles e que os pais biológicos do bebê eram, de fato, cidadãos chineses.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
21/05/2018 - 11:06  Grupo de Lima condena eleição na Venezuela e diz que países convocarão embaixadores
21/05/2018 - 10:11  Pelo menos 19 mil caminhoneiros de MS param em protesto ao preço do diesel
18/05/2018 - 13:01  Tiros são disparados em escola no Texas; há entre 8 e 10 mortos, segundo o xerife
16/05/2018 - 09:16  Papa expressa preocupação com 'espiral de violência' no Oriente Médio
14/05/2018 - 12:26  Al Qaeda convoca guerra contra EUA por embaixada em Jerusalém
14/05/2018 - 09:41  Doze palestinos são mortos na Faixa de Gaza em confronto com soldados israelenses
08/05/2018 - 12:24  Anastácio comemora 53 anos com desfile, visita do governador Reinaldo Azambuja e muita festa
02/05/2018 - 13:00  Site divulga carta que anuncia fim do grupo separatista ETA
27/04/2018 - 11:56  Líderes das Coreias prometem assinar acordo de paz para acabar com guerra ainda neste ano
26/04/2018 - 09:20  Kim Jong-un deve cruzar a fronteira a pé para histórica cúpula intercoreana
17/04/2018 - 09:51  Agenda do dia: veja o que você precisa saber hoje
26/03/2018 - 11:01  Trump expulsa 60 russos e encerra consulado nos EUA
20/03/2018 - 12:00  Menino de 9 anos atira e mata irmã por causa de videogame
19/03/2018 - 10:35  Unesco propõe 'solução verde' para melhorar gestão da água no mundo
19/03/2018 - 10:33  Vladimir Putin é reeleito presidente da Rússia e terá mandato até 2024.
13/03/2018 - 09:27  O legado dos cinco primeiros anos de Francisco, o papa
26/02/2018 - 11:02  Boxeador morre após vencer luta na Inglaterra
15/02/2018 - 09:32  Suspeito de massacre na Flórida era louco por armas, diz polícia
17/01/2018 - 15:00  EUA se prepara 'seriamente' para guerra com Coreia do Norte0
17/01/2018 - 10:30  500 anos depois, cientistas descobrem o que matou os Astecas
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE