PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 06 de Junho de 2018 - 10:05
Câmara aprova licença para avós quando pai for desconhecido



 
 

VEJA/VEJA Parturientes de filhos com pais desconhecidos podem ganhar direito a apoio do avô ou avó da criança

 
 

Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira, 5, um projeto de lei, do deputado Lucas Vergílio (SD-GO), que permite que avô ou a avó de recém-nascidos possam gozar de uma licença do trabalho quando o pai da criança não for conhecido, a fim de dividir os cuidados com a mãe.

A redação final da proposta aprovada, feita pela deputada Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO), definiu que a nova licença substituirá a licença-paternidade e terá o mesmo período, de cinco dias contando a partir do dia seguinte do parto.

“O objetivo desse projeto de lei é assegurar que a parturiente, em um momento sensível de cuidado com a própria saúde e com a do bebê, tenha alguém para lhe acompanhar e auxiliar nos primeiros dias após o nascimento do filho”, escreveu a parlamentar, em seu relatório.

A proposta teve a adesão de governo e oposição. Em apoio à posição da deputada do DEM, Maria do Rosário (PT-RS) ressaltou que 10% das crianças que nascem no Brasil tem pai desconhecido. “Não temos uma paternidade responsável”, afirmou.

Doação de leite

Ao projeto foi incluído o texto de uma outra proposta, apresentada pela deputada Pollyana Gama (PPS-SP). Assim como doações de sangue, agora a contribuição de lactantes para bancos de leite, que atendem mães com problemas para amamentar, também deem direito a um dia de folga.

O projeto limitou a uma doação por mês. Na estimativa da deputada Dorinha Rezende, como a licença-maternidade no Brasil vai de quatro a seis meses, as lactantes que contribuírem podem ganhar até seis dias de folga, que poderão ser emendados ao final da licença regular.

Agora, a proposta será enviada para a análise do Senado.




principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
22/05/2019 - 11:20  Fechada há 13 anos, Casa do Homem Pantaneiro será revitalizada
22/05/2019 - 11:16  Festival de Inverno de Bonito confirma Gal Costa, Lenine, Chrystian e Ralf
22/05/2019 - 11:02  Ataque de pistoleiros deixam seis mortos e um bebê de 11 meses ferido na fronteira
22/05/2019 - 11:01  Seis são executados e criança fica ferida em ataque de pistoleiros
22/05/2019 - 10:54  Governo paga 144% mais que iniciativa privada
22/05/2019 - 10:34  Convite do Presidente da Câmara Municipal de Dois Irmãos do Buriti
22/05/2019 - 09:55  Câmara Municipal de Dois Irmãos do Buriti realiza 14º sessão Ordinária
21/05/2019 - 12:24  18 de maio: Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
21/05/2019 - 12:04  Em ação conjunta, PRF e PF apreendem caminhão boiadeiro lotado de cigarros contrabandeados em MS
21/05/2019 - 11:27  Um ano após a greve, diesel está 2,8% mais barato em MS
21/05/2019 - 10:54  Guarda municipal preso com arsenal tinha até desbloqueador de tornozeleira eletrônica
21/05/2019 - 10:50  Feirão do Imposto vai oferecer gasolina a menos de R$2,80 em Campo Grande
21/05/2019 - 10:25  Anúncios on-line de venda são usados para aplicação de golpes
21/05/2019 - 09:58  Por ciúmes, homem agride ex, descumpre medidas e vai preso em Bonito
21/05/2019 - 09:37  MS poderá usar até R$ 500 milhões para obras de infraestrutura
21/05/2019 - 09:36  PF cumpre três mandados de busca e apreensão em aldeia
21/05/2019 - 09:13  Empresários realizam encontro da pesca no Pantanal em apoio a cota zero
21/05/2019 - 09:03  PM tirou de circulação 7 foragidos durante o final de semana em Aquidauana e Anastácio
21/05/2019 - 09:01  PRF apreende 640 quilos de maconha em carro roubado há seis anos
21/05/2019 - 08:59  Enem: candidatos sem isenção têm até quinta-feira para pagar inscrição
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE