PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 26 de Julho de 2018 - 15:56
Lavouras permanentes cresceram 155% em 11 anos, aponta pesquisa do IBGE



 
 

Pesquisa premilinar do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que as áreas utilizadas para lavouras permanentes tiveram crescimento de 155% entre 2006 à 2017 em Mato Grosso do Sul, sendo as lavouras temporárias aumentaram 55,5% nesse mesmo período. Balanço foi apresentado pelo Censo Agro na manhã desta quinta-feira (26) no IBGE, em Campo Grande

As lavouras permanentes, florestas plantadas, são áreas que mesmo após a colheita não necessitam de novo plantio produzindo por vários anos, como por exemplo a seringueira. Essa lavoura em 2006, teve registrado 61.593 mil hectares e passou para 157.087 hectares em 11 anos.

Já nas lavouras temporárias que abrangem áreas plantadas de curta duração e precisam de novos plantios a cada colheita, como grãos e cana-de-açúcar, cresceu de 7,2% para 11,6% em 2017.

Com esse aumento, as áreas de pastagem sofreram queda de 14,3%. Em 2006 foram contabilizados 14.834 mil hectares e esse valor caiu para 12.706 mil hectares. 

De acordo com o coordenador técnico do Censo Agropecuário do MS, José Aparecido de Lima Albuquerque, isso acontece quando o produtor decide migrar para o plantio de grãos, como a soja por exemplo, e aumenta o campo de lavoura, deixando de aumentar as pastagens. No entanto, Albuquerque afirma que mesmo com a queda nessas áreas, a qualidade da pastagem não caiu.

Estabelecimentos agropecuários

A pesquisa aponta que, em 11 anos, Mato Grosso do Sul cresceu 9%na área total ocupada por estabelecimentos agropecuários, ou seja, o Estado tem a 4ª maior área de estabelecimentos agropecuários do País.

Mesmo com os dados preliminares, os dados apontam que em 2006, o Estado tinha 64.684 mil estabelecimentos e aumentou 70.710 mil com área de 29 milhões de hectares. Campo Grande conta com cerca de 1.845 estabelecimentos agropecuários. 

Pesquisa continua

Para Albuquerque, mesmo que o balanço seja preliminar, o Estado obteve bons resultados em todos os setores, além dos grandes destaques registrados nesses 11 anos. “As matas e florestas foram os destaques, porque que aconteceu um aumento significativo até mesmo no plantio de eucalipto nos municípios”, disse.

Porém, o coordenador do Censo Agro afirma que os resultados não são conclusivos e alguns dados precisam ser coletados, apesar de não alterarem em grandes proporções o primeiro resultado divulgado. “Ainda vamos coletar alguns dados em municípios e setores que não foram alcançados, como parte da região do Pantanal por exemplo, mas pretendemos finalizar tudo até setembro deste ano”, finalizou.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
12/12/2018 - 10:14  Aldeias de Dois Irmãos do Buriti recebem mudas de plantas nativas.
12/12/2018 - 10:14  Mais de 25 mil podem sacar os R$ 17,7 milhões disponíveis para o abono salarial
11/12/2018 - 13:53  Marília Mendonça surpreende fãs divulgando show surpresa no Centro de Campo Grande
11/12/2018 - 07:45  Regulamentar venda de horários também será um dos desafios de Bolsonaro
10/12/2018 - 15:48  Emissão de CNH esta suspensa em MS por manutenção do sistema
10/12/2018 - 15:46  Avião agricola cai e piloto de 41 anos morre
10/12/2018 - 15:46  Em MS, 4,9 mil pescadores receberão R$ 18,6 milhões de Seguro Defeso
10/12/2018 - 09:02  Reforma trouxe dinamismo às relações trabalhistas
08/12/2018 - 10:11  Centro de Educação Infantil Professora Sidnei Marques Rosa forma 43 alunos.
07/12/2018 - 10:28  Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti recebe do governo do estado certificado de reconhecimento ...
07/12/2018 - 09:58  Formatura do Centro Infantil Anjos do Dia.
06/12/2018 - 15:28  Greve barra veículos e obriga travessia a pé na fronteira com a Bolívia
06/12/2018 - 15:28  BNDES lança programa para atender startups
06/12/2018 - 14:53  Anatel tira celulares irregulares do ar em Mato Grosso do Sul
06/12/2018 - 14:20  No vale da pobreza, renda média do sul-mato-grossense é sonho distante
06/12/2018 - 10:35  Renda média do trabalhador é de R$ 2,3 mil em MS, 10º maior entre os estados
06/12/2018 - 07:50  Usina de energia solar é inaugurada no Instituto Federal de MS
06/12/2018 - 07:47  Leilão do pré-sal pode destinar R$ 1,2 bilhão a MS
04/12/2018 - 10:03  Detran pede prazo adicional de 60 dias para implantação de nova placa
04/12/2018 - 08:50  Exército busca apoio de bancada para viabilizar verbas ao Sisfron
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE