PUBLICIDADE
Política
Noticia de: 02 de Agosto de 2018 - 11:20
Desembargador declara Zeca do PT inelegível por ‘farra da publicidade’



 
 

Desembargador declara Zeca do PT inelegível por ‘farra da publicidade’

 
 

Em despacho assinado nesta terça-feira (31) o desembargador Sérgio Fernandes Martins, da 1ª Câmara Cível, determinou suspensão dos direitos políticos e inelegibilidade do deputado federal José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT. A decisão foi dada com base no processo de improbidade administrativa que Zeca responde na Justiça por suposto envolvimento em esquema de facilitação para contratação de empresa de publicidade durante seu mandato como governador do Estado.

“Destarte, determino que seja informado ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul a respeito da supramencionada condenação, para fins de registro da suspensão dos direitos políticos do ora condenado e eventual análise acerca da inelegibilidade, tendo em vista a proximidade do período para registro de candidatura”, diz o documento.

Em resposta, a defesa do deputado classificou a decisão como “equivocada” e disse que vai recorrer, requerendo a suspenção. “O processo ainda não foi julgado então não há o que se falar em inelegibilidade”, afirma o advogado Newley Amarilla.

Amarilla explica que em 2015, o juiz  juiz Marcelo Ivo de Oliveira, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais de Mato Grosso do Sul inocentou o ex-governador, a empresa e outros 16 envolvidos,  porque considerou não existir provas concretas da ocorrência de improbidade e influência na licitação investigada. No entanto, o Tribunal de Justiça reformulou decisão do magistrado e, por dois votos a um, decidiu pela condenação.

“Depois disso pedimos que outros dois desembargadores fossem convocados para decidir”, afirma.

‘Farra da Publicidade’

Na época o esquema ficou conhecido como ‘farra da publicidade’. Com a decisão, Zeca, que governou MS de 1999 a 2006,  fica inelegível por oito anos, porém, vai permanecer no mandato de deputado, já que a ação que o condenou cabe recurso.

De acordo com a acusação do MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), em 2008 teria ocorrido, no então governo de Zeca, facilitação para a contratação da empresa E.F. Laboratórios e Fotografias Ltda-ME, que venceu licitação lançada pela gestão do petista. Com isso, o governo do Estado deveria ser ressarcido em mais de R$ 1,6 milhão.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
11/12/2018 - 07:17  Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daqueles que não votaram nele
10/12/2018 - 15:53  TSE diploma Bolsonaro e Mourão. Acompanhe ao vivo
10/12/2018 - 09:02  Em ministério, Mandetta vai priorizar atenção básica de saúde
06/12/2018 - 14:34  Governo quer endurecer regra para médico que desistir do Mais Médicos
06/12/2018 - 09:40  Bolsonaro discute estrutura de governo com futuros ministros
06/12/2018 - 09:09  Eleitor que faltou no primeiro turno tem até hoje para se justificar
05/12/2018 - 10:26  'Libera geral': polêmico indulto de Temer pode soltar mafiosos presos em MS
05/12/2018 - 10:07  Câmara de Dois Irmãos do Buriti aprova doação de terreno ao Sindicato Rural.
03/12/2018 - 13:28  Equipe trabalha para finalizar reforma administrativa do Estado
03/12/2018 - 13:09  Governador vai pedir a Moro ampliação de vagas da PRF para MS
29/11/2018 - 11:01  Governador confirma "ideia forte" de criar agência de desenvolvimento
28/11/2018 - 10:25  Estado paga 13° salário dos servidores no dia 18 de dezembro, anuncia Azambuja
28/11/2018 - 09:42  Câmara de Dois Irmãos do Buriti apresenta “Projeto de Lei Menor Aprendiz”.
27/11/2018 - 14:22  Justiça mantém presos vereadores e prefeitos que recebiam "mensalinho"
27/11/2018 - 14:19  Agricultura familiar terá atenção especial, diz Tereza Cristina
27/11/2018 - 10:17  Bolsonaro passa o dia em Brasília para série de reuniões
27/11/2018 - 10:00  Temer edita MP para socorrer santas casas e hospitais filantrópicos
26/11/2018 - 14:38  Lula é denunciado pela Lava Jato sob acusação de lavagem de dinheiro
26/11/2018 - 13:40  General Carlos Alberto dos Santos Cruz vai substituir Marun na Secretaria de Governo
26/11/2018 - 10:16  Estado inicia patrolamento e cascalhemento da MS 347.
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE