PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 08 de Outubro de 2018 - 09:22
Desafios do próximo governo vão de logística a ICMS do gás



 
 

Para economista, Mato Grosso do Sul precisa aproveitar melhor o seu potencial para a agricultura - Foto: Valdenir Rezende / Arquivo / Correio do Estad

 
 

Criar linhas de desenvolvimento desatreladas da União, reduzir dependência dos entes federais, investir na logística, consolidar a integração com países da América do Sul, reduzir a dependência do ICMS do gás, agregar mais valor aos produtos primários do agronegócio, definir quais os setores mais competitivos da economia, rever a política tributária, gerar empregos e receita. Estes são apenas alguns dos desafios econômicos que devem ser enfrentados pelo novo governador do Estado, em um cenário de estagnação da economia depois de longo período de recessão. 

A opinião é do economista-chefe da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, Normann Kalmus, que também já prestou consultoria econômica em vários governos nos últimos anos.

“O maior problema do Estado na pauta econômica, na minha opinião, é a falta de planejamento. Nós precisamos encontrar formas de criar linhas de desenvolvimento que não dependam das vontades federais da União. Temos um país desestruturado em torno dos eixos econômicos já tradicionais. Enquanto não chegarmos a uma linha de desenvolvimento que considere isso e proponha alternativas, vamos continuar a reboque da política dos outros”, afirmou Normann Kalmus. De acordo com ele, o novo governante deve considerar com mais seriedade as vantagens comparativas do Estado. É o caso, por exemplo, da agropecuária.

“MS tem grandes áreas agricultáveis, clima favorável, e não estamos usando totalmente a potencialidade. O que produzimos fazemos bem. No entanto, deixamos de produzir outros produtos ou deixamos de lado a oportunidade de desenvolver melhor as cadeias”, enfatizou.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
15/02/2019 - 15:52  Prefeito anuncia 10% de desconto na tarifa de energia pública em reunião com ENERGISA.
15/02/2019 - 14:22  Chuvas causam avarias em estradas e prédios públicos de Dois Irmãos do Buriti.
14/02/2019 - 16:02  Jornada Pedagógica marca início do Ano Letivo de 2019 em Dois Irmãos do Buriti.
14/02/2019 - 15:29  Projetos Sociais de Dois Irmãos do Buriti iniciam na próxima segunda-feira.
14/02/2019 - 15:04  Dois Irmãos do Buriti recebe patrulha mecanizada do Governo do Estado.
14/02/2019 - 10:48  Prefeitura de Dois Irmãos realiza Audiência Pública da Saúde.
14/02/2019 - 08:55  Governador entrega equipamentos agrícolas em Aquidauana e Três Lagoas; confira a agenda desta ...
14/02/2019 - 08:52  Presidente do SINTED DIB anuncia ações para o ano de 2019.
14/02/2019 - 08:01  Calor elevou consumo e valor das contas de luz, diz Energisa
13/02/2019 - 14:41  Presidente da Câmara recebe visita de Oficias Bombeiros .
13/02/2019 - 14:25  Agepan vai checar procedência de reclamações sobre aumento da fatura de energia elétrica
13/02/2019 - 14:22  Já são mais de 30 mil consumidores lesados pelo abuso de tarifa da Energisa
12/02/2019 - 10:13  Reunião com a ENERGISA na Câmara de Dois Irmãos do Buriti é adiada para sexta-feira.
12/02/2019 - 10:09  Ferrovia de MS será prioridade em plano de investimentos
11/02/2019 - 14:13  Presidente da Câmara participa de café com profissionais de educação.
11/02/2019 - 14:10  Ricardo Boechat, jornalista, morre aos 66 anos em queda de helicóptero em SP
11/02/2019 - 09:30  Cadastro de carteiras de transporte para novos universitários já estão abertas.
11/02/2019 - 07:40  Término do Horário de Verão 2018-2019
11/02/2019 - 07:32  Previsão é de chuva forte para todo o Estado nesta segunda-feira
11/02/2019 - 07:24  Florestas de Mato Grosso do Sul superam 1,1 milhão de ha
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE