PUBLICIDADE
Economia
Noticia de: 16 de Outubro de 2018 - 09:41
Setor de serviços avança 1,2% e tem melhor agosto desde 2011, aponta IBGE



 
 

O volume de serviços prestados no Brasil cresceu 1,2% em agosto na comparação com o julho, segundo pesquisa de desempenho do setor divulgada nesta terça-feira (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Trata-se do melhor resultado para o mês nesta base de comparação desde 2011, quando tem inicio a série histórica do levantamento.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve alta de 1,6%, a terceira taxa positiva do ano nesse tipo de confronto.

 

No acumulado no ano, o setor permanece no vermelho, com queda de 0,5%. No acumulado em 12 meses, foi mantida a trajetória de recuperação, ao passar para uma queda de 0,6%, a taxa negativa menos intensa desde junho de 2015 (-0,2%).

 

O resultado de julho foi revisado de uma queda de 2,2% para um recuo de 2%.

“Depois de um longo período, o setor de serviços começa a mostrar uma série de resultados positivos em função da base de comparação deprimida que nós temos”, disse o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo.

 

Segundo o pesquisador, somente em agosto o setor de serviços conseguiu superar os efeitos negativos da greve dos caminhoneiros, deflagrada em maio. “Precisou de quatro meses para que o setor de serviços superasse o patamar acumulado de janeiro a abril”, destacou.

 Desempenho por setores

O principal impacto positivo no mês partiu do segmento de transportes, que cresceu 3,2% e recuperou parte da perda de 3,9% de julho. Segundo Lobo, o que explica esse crescimento dos transportes é a queda do preço das passagens aéreas neste mês de agosto.

Os demais resultados positivos vieram dos serviços profissionais, administrativos e complementares e outros serviços. Por outro lado, houve queda no volume dos serviços de informação e comunicação e nos prestados às famílias..

Resultados por atividades:

·         Transportes, armazenagem e correio: 3,2%

·         Serviços de informação e comunicação: -0,6%

·         Serviços profissionais e administrativos: 2,2%

·         Outros serviços: 1%

·         Serviços prestados às famílias: -0,8%

No acumulado no ano, 56,6% dos 166 tipos de serviços acompanhados pela pesquisa seguem no vermelho. Entre as atividades, os serviços de informação e comunicação (-1,7%) e os profissionais, administrativos e complementares (-2,0%) exerceram as principais pressões negativas. O outro setor que também recuou foi o de serviços prestados às famílias (-0,9%). Por outro lado, os segmentos de transportes e de outros serviços registraram avanço de 1,3% e 2,3%, respectivamente.

 Recuperação lenta

Com o desemprego ainda elevado e confiança dos empresários e consumidores ainda baixa, a economia brasileira tem mostrado um ritmo de recuperação mais lento que inicialmente esperado para 2018.

Indústria, comércio e serviços apresentaram comportamentos distintos em agosto. A produção industrial caiu 0,3% em agosto e teve a 2ª queda mensal seguida. Já as vendas do comércio cresceram 1,3% em agosto, após 3 quedas seguidas.

Após divulgação de alta de apenas 0,2% no PIB no 2º trimestre, analistas do mercado passaram a projetar um crescimento mais próximo a 1% em 2018. Segundo a última pesquisa Focus do Banco Central, a expectativa do mercado é que a economia cresça 1,34% em 2018, menos da metade do que era esperado do começo do ano.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
23/04/2019 - 09:41  Preço do litro do leite registra média de R$ 1,03 no primeiro trimestre em MS
09/04/2019 - 10:30  Economia 08/04/2019 16:40 Pela 5ª semana consecutiva, gasolina sobe e chega a R$ 4,51 em MS
26/03/2019 - 09:26  Economia Receita já recebeu quase 6 milhões de declarações do Imposto de Renda
25/03/2019 - 15:30  MS tem melhor resultado desde 2014 com mais de 22 mil admissões
21/03/2019 - 10:45   CONTA DE LUZ Conta de luz pode ter aumento de 15% a partir de abril em MS
15/03/2019 - 10:32  Aumento expressivo no preço do feijão puxa inflação na Capital
14/03/2019 - 12:14  Estado espera R$ 9 milhões do Fundersul do eucalipto
12/03/2019 - 10:49  Petrobras aumenta pelo 2° dia seguido o preço da gasolina
12/03/2019 - 10:20  Enem terá nova diagramação para economizar papel
08/02/2019 - 08:26  Abates de bovinos crescem 3% e vendas rendem R$ 2 bilhões a MS
07/02/2019 - 09:36  Celulose segura balança e MS tem superavit de US$ 163 milhões
04/02/2019 - 09:36  A R$ 3,32, etanol no Estado está 19% mais caro do que média nacional
31/01/2019 - 08:29  Safra de cana terá avanço de 6% este ano no Estado
28/01/2019 - 09:04  Algodão deve render 10% a mais em MS
16/01/2019 - 08:30  Soja rende mais de R$ 12 bilhões para produtores do Estado
14/01/2019 - 15:09  Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
14/01/2019 - 08:25  Com “ameaça” de Guedes ao Sistema S, cooperativas defendem instituições
11/01/2019 - 11:06  O bilionário negócio do cigarro eletrônico toma conta
11/01/2019 - 08:16  Setor reage e exportações de carne bovina superam R$ 2 bilhões
10/01/2019 - 08:24  MS tem 12 cidades entre as 100 mais ricas do agronegócio
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE