PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 29 de Outubro de 2018 - 15:06
Segunda fase de vacinação contra aftosa começa dia 1º de novembro



 
 

Segunda fase de vacinação contra aftosa começa dia 1º de novembro

 
 

Em Mato Grosso do Sul, 99,2% do plantel de bovinos e bubalinos foram imunizados no mês de maio contra a Febre Aftosa, o que representa 20,4 milhões de  cabeças. A segunda fase, marcada para começar no dia 1º de novembro tem objetivo de reforçar a sanidade do 4º maior rebanho bovino brasileiro. 

Na etapa de maio foram vacinados 197,87 milhões de animais de um total previsto de 201,23 milhões de cabeças, em todo país. A cobertura vacinal atingiu 98,33%  o que coloca Mato Grosso do Sul em quase um ponto percentual à frente da média nacional. 

Em agosto, o governo estadual formalizou a participação na Criação de um Comitê Gestor, que objetiva tornar Mato Grosso do Sul livre de vacinação sem aftosa até 2021. No entanto, para alcançar o patamar é necessário uma série de exigências cobradas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). 

PREPARATIVOS

Na oportunidade em que foi assinado o compromisso sanitário, a Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) sediou o Fórum de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa. O presidente, Maurício Saito, destacou as particularidades e as conquistas dos pecuaristas sul-mato-grossenses. 

"Nosso Estado soma mais de 700 km de extensão em fronteira seca internacional e o bioma Pantanal conferem condições diversas de outras regiões brasileiras. Apesar das dificuldades naturais, o nível de excelência na produção de proteína animal é evidenciada com aumento de 26% na produtividade, em 20 anos", observa.

Outra particularidade adotada no Estado é de que ao contrário de algumas unidades federativas que vacinam em novembro somente animais com até 24 meses, em Mato Grosso do Sul todo o rebanho (mamando a caducando) é imunizado. 

O diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Guilherme Marques, diz que “até novembro de 2019, com a retirada gradual da vacinação, o ganho direto do criador poderá ser revertido na melhoria do rebanho e da propriedade, com investimentos em insumos e tecnologia que irão trazer maior produtividade”, argumenta. 

O Brasil é considerado livre da aftosa com vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O estado de Santa Catarina, que não vacina o rebanho desde 2000, é reconhecido, desde 2007, como área livre da doença sem vacinação.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
19/03/2019 - 11:36  Falta saneamento básico para 2 bilhões de pessoas no mundo, diz ONU
19/03/2019 - 10:33  Brasil e EUA assinam acordo que permite uso comercial de Alcântara
19/03/2019 - 10:11  Obra do Reviva pode ter aditivo milionário
18/03/2019 - 15:46  MS dobrará exportações de produtos por hidrovia
18/03/2019 - 15:44  PDV pode ser encaminhado amanhã para Assembleia
18/03/2019 - 12:31  Eder Aguiar, Presidente Vereador da Câmara Municipal, visita o Secretário da AGRAER.
18/03/2019 - 10:35  Mais de 80% dos turistas aprovam atrativos, gastronomia e segurança pública de MS
18/03/2019 - 10:32  Pedreiro persegue mulher, a derruba e a mata com machadinha
18/03/2019 - 10:13  Mulher, marido e filha morrem em acidente de trânsito na BR-060
18/03/2019 - 10:02  Em duas décadas, lagos do Amor e de parque podem desaparecer
16/03/2019 - 16:50  Ex-coordenador Funai e Ex-Ministro entrega veículo para CTL de Sidrolandia.
15/03/2019 - 11:39  Sexta-feira com risco de tempestade em quase todo o MS, diz Inmet
15/03/2019 - 11:10  Filho é estuprado no banheiro de escola e mãe ouve de direção que nada teria acontecido
15/03/2019 - 10:06  Santa é queimada pela 2ª vez e criador de capela acredita que seja pessoal
15/03/2019 - 09:39  Secretaria Municipal de Educação em parceria com o SENAR/MS e Sindicato Rural oferece aos ...
14/03/2019 - 16:08  Tribunal nega recurso de fazendeiros e mantém índios em área de conflito
14/03/2019 - 16:07  Ar-condicionado é o vilão pelo aumento da conta de luz, diz Aneel
14/03/2019 - 10:06  Veículo cai em corrégo e motorista escapa sem ferimentos
14/03/2019 - 09:27  Instituto Ranking em Dois Irmãos do Buriti: pesquisa administrativa e eleição 2020
13/03/2019 - 16:29  Prefeito confirma Herbert Assunção como secretário da Sedesc
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE