PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 03 de Dezembro de 2018 - 13:28
Aids: o vírus do preconceito agride mais que a doença



 
 

O organismo humano é a mais extraordinária máquina do mundo. Mesmo assim, falha. Contudo, com Amor, até os remédios passam a ter melhor resultado. Por isso mesmo, a decisão da Assembleia Mundial de Saúde, com o apoio da ONU, de instituir, desde outubro de 1987, o primeiro de dezembro como o Dia Mundial da Luta contra a Aids, é de enorme importância. Tanto que, no ano seguinte, nosso país adotou a data por meio de uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde.

Nossos Irmãos que padecem com o vírus HIV e os que sofrem de outros males físicos, mentais ou espirituais precisam, em primeiro lugar, de Amor Fraterno, aliado ao socorro médico devido. Se a pessoa se sentir espiritual e humanamente amparada, criará uma espécie de resistência interior muito forte, que a auxiliará na recuperação ou na serenidade diante da dor. Costumo afirmar que o vírus do preconceito agride mais que a doença.

Aos que sofrem o abandono a que foram relegados por antigos correligionários, por amigos de discussão intelectual e até mesmo pelos seus entes mais queridos, o conforto destas palavras do saudoso dom Paulo Evaristo Arns (1921-2016), cardeal-arcebispo emérito de São Paulo, na sua tocante obra Da Esperança à Utopia — Testemunho de uma Vida: “A graça de Deus não esquece ninguém nem se regula por crachás. Basta lembrar o segundo capítulo do livro Gênesis para sentir como o sopro de Deus infunde vida ao ser humano e lhe dá como companheira a Esperança por toda a vida. (...) Afinal, o mundo é de Deus, e Deus está presente no coração de cada pessoa, por menos que esta O sinta ou O exprima de viva voz. (...) A utopia é a união de todas as esperanças para a realização do sonho comum. Se realizarmos este sonho, teremos construído uma nova realidade”.

Longe do Amor Fraterno, ou Respeito, se assim quiserem apelidá-lo, o ser humano jamais saberá viver em Sociedade Solidária Altruística Ecumênica, porque a sua existência ficará resumida a um terrível “cosmos”, o mesquinho universo do egoísmo. Por esse motivo, escreveu o pensador e sociólogo francês Augusto Comte (1798-1857): “Viver para os outros é não somente a lei do dever, mas também da felicidade”. Trata-se de uma lição que ninguém deve esquecer em circunstância alguma.

(*) José de Paiva Netto é jornalista, radialista e escritor (paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com). 

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
22/03/2019 - 12:19  Após fortes chuvas, Rio Aquidauana atinge quase 7 metros
22/03/2019 - 11:21  Raio mata 21 cabeças de gado no pasto em Aparecida do Taboado
22/03/2019 - 11:15  Em MS, políticos comentam prisão de Temer
22/03/2019 - 09:47  Protesto contra a reforma do Governo Bolsonaro
21/03/2019 - 12:21  Força-tarefa da Lava Jato prende Michel Temer
21/03/2019 - 11:18  Outono começa com período chuvoso e frente fria em Mato Grosso do Sul
21/03/2019 - 10:58  Ministra de MS cai nas graças de Trump durante negociações
20/03/2019 - 12:55  Operação identifica líderes de facção que tinham 12 policiais como alvo
20/03/2019 - 11:45   Enchente aumenta na fronteira e homem desaparece no Rio Paraguai
20/03/2019 - 11:28  Homem é preso por estuprar e engravidar menina de 11 anos
20/03/2019 - 11:18  A cada 60 minutos, uma criança ou adolescente morre por arma de fogo
20/03/2019 - 10:49  CUIDADO: Boneca Momo aparece em vídeos de slime para crianças com desafios de suicídio
20/03/2019 - 10:19  STJ mantém efeitos de liminar que revogou prisão de Puccinelli
19/03/2019 - 11:36  Falta saneamento básico para 2 bilhões de pessoas no mundo, diz ONU
19/03/2019 - 10:33  Brasil e EUA assinam acordo que permite uso comercial de Alcântara
19/03/2019 - 10:11  Obra do Reviva pode ter aditivo milionário
18/03/2019 - 15:46  MS dobrará exportações de produtos por hidrovia
18/03/2019 - 15:44  PDV pode ser encaminhado amanhã para Assembleia
18/03/2019 - 12:31  Eder Aguiar, Presidente Vereador da Câmara Municipal, visita o Secretário da AGRAER.
18/03/2019 - 10:35  Mais de 80% dos turistas aprovam atrativos, gastronomia e segurança pública de MS
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE