PUBLICIDADE
Policial
Noticia de: 13 de Dezembro de 2018 - 09:06
Em nova fase de operação, PF mira desvio de R$ 13 mi no Ministério do Trabalho



 
 

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (13) a quinta fase da Operação Registro Espúrio, que apura suposto esquema de desvio de recursos no Ministério do Trabalho.

Na nova etapa, os policiais cumprem 14 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, Goiânia, Anápolis e Londrina.

Os agentes recolhem material na sede do ministério, em Brasília. Um dos alvos da operação é a advogada Julianna Machado Arantes Moretto, sobrinha do deputado Jovair Arantes (PTB-GO) e irmã do ex-secretário da pasta Leonardo Arantes. Os dois já são investigados na Registro Espúrio.

Investiga-se o desvio de valores da Conta Especial Emprego e Salário (CEES) para sindicatos e federações, por meio de pedidos fraudulentos de restituição de contribuição sindical.

O consultor jurídico do ministério, Ricardo Santos Silva Leite, suspeito de envolvimento nos crimes em apuração, foi afastado do cargo pelo Supremo.

Outro alvo das buscas é o ex-superintendente da pasta no Distrito Federal Maurício Moreira da Costa Júnior.

Outros investigados são advogados, servidores públicos e pessoas ligadas ao Sindicato dos Trabalhadores na Indústria e Distribuição de Cerveja, Sucos e Bebidas no Estado de Goiás (Sindibebidas-GO).

Segundo a PF, após análise e cruzamento de dados, constatou-se que a "organização criminosa desviou pelo menos  R$ 12,9 milhões da conta".

O inquérito sobre o caso diz que o grupo investigado arregimentava entidades interessadas na obtenção fraudulenta de restituições de contribuição sindical supostamente recolhidas indevidamente ou a maior na conta.

Os pedidos, então, seriam manipulados, com o reconhecimento indevido do direito ao crédito.

Os valores, sustenta a PF, eram transferidos da para a conta da entidade interessada, com posterior repasse de um percentual para os servidores públicos e advogados integrantes do esquema.

Os crimes sob investigação são de corrupção, peculato, lavagem de dinheiro e falsificação de documento público.

Em outras fases, a Registro Espúrio mirou o envolvimento de políticos ligados ao PTB e ao Solidariedade em  corrupção no ministério.

A reportagem ainda não conseguiu contato com os investigados ou seus representantes.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
29/05/2019 - 11:37  Polícia Civil de Dois Irmãos do Buriti esclarece uma série de furtos ocorridos.
27/05/2019 - 08:52  Em carta, guarda preso com arsenal "suplica" transferência de cela
29/04/2019 - 10:18  Traficante fura bloqueio policial e morre em confronto com o DOF
23/04/2019 - 09:31  Após roubo, bandido morre em troca de tiros com PM
23/04/2019 - 09:28  PF cumpre 14 mandados em Campo Grande e SP
16/04/2019 - 10:25  Gaeco cumpre mandados em 4 cidades nesta manhã
16/04/2019 - 10:10  Homem perde mais de R$ 33 mil em golpe de estelionato
15/04/2019 - 11:07  PRF prende em flagrante quadrilha com 336 quilos de maconha em Jardim
10/04/2019 - 09:11  Filho de PM é executado a tiros de fuzil na porta de casa
09/04/2019 - 09:10  Reformas travadas dificultam capital internacional em MS, diz Reinaldo
04/04/2019 - 10:18  Polícia apreende armas e munições na casa de pastor
28/03/2019 - 11:00  Polícia deflagra operação contra pornografia infantil em MS
28/03/2019 - 10:12  Guarda municipal cochila na moto e morre em avenida
25/03/2019 - 09:20  Acusado de matar musicista vai a júri nesta semana
20/03/2019 - 10:44  Pai e madrasta, lutadores de MMA que mataram bebê de 1 ano vão a júri em MS
20/03/2019 - 10:27  Preso da Capital é apontado como liderança do PCC de Minas
19/03/2019 - 11:46  Homem achado morto com mãos amarradas é a 4ª vítima do dia na Capital
19/03/2019 - 11:10  Quatro são presos suspeitos de estupro coletivo em aldeia de Aquidauana
19/03/2019 - 09:30  Brasileira estuprada por policiais em prisão na Bolívia é transferida
15/03/2019 - 11:16  Marido bate em grávida porque mulher pediu para ele lavar louça
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE