PUBLICIDADE
Política
Noticia de: 08 de Janeiro de 2019 - 15:14
Azambuja questiona estudo e afirma que MS está no limite de gasto com pessoal



 
 

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), respondeu, durante agenda pública, nesta terça-feira (8), que o Estado está “estritamente no limite prudencial”, quando o assunto é limite de gasto com o pessoal.

A declaração do chefe do Executivo Estadual tem relação com estudo divulgado em novembro do ano passado pelo Tesouro Nacional em que MS, e outros 13 estados, aparecem entre os que superaram o limite de gastos com pessoal previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Conforme a lei federal, os estados não podem comprometer mais de 60% das receitas com essas despesas. Em Mato Grosso do Sul este comprometimento com o pessoal (que inclui funcionários da ativa e aposentados) era de 76,77% em 2017, com despesa total de R$ 9,2 bilhões no ano em questão. O índice cresceu quase 20% em relação a 2016, segundo o relatório. “A questão do gasto do pessoal é a fórmula que eles calculam”, declarou o governador.

Segundo Azambuja, A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) teria uma “fórmula diferenciada” de cálculo e, por esse motivo, Mato Grosso do Sul estaria entre os estados descumpridores da LRF. “Nós discordamos disso. Já fizemos uma nota técnica explicando. Estamos estritamente no limite da Lei Prudencial no que diz respeito ao gasto com pessoal”, finalizou.

A Lei de Responsabilidade Fiscal determina que os estados não comprometam mais de 60% das receitas com a folha de pagamento dos servidores. Existem algumas restrições relacionadas à concessão de reajustes (apenas os aumentos determinados por contratos e pela Justiça são autorizados), à contratação de pessoal (exceto reposição de funcionários na saúde, na educação e na segurança), ao pagamento de horas-extras e à proibição de alterar estruturas de carreiras.

Os estados que estouram o limite máximo ficam proibidos de contrair financiamentos, de conseguir garantias de outras unidades da Federação para linhas de crédito e de obter transferências voluntária.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
17/01/2019 - 14:45  Fux suspende investigação sobre movimentações de Queiroz
16/01/2019 - 10:40  Diretor da Sanesul vai para Detran e ex-secretário de Zauith assume estatal
16/01/2019 - 09:47  Ministério do Meio Ambiente suspende convênios e parcerias com ONGs por três meses
16/01/2019 - 09:11  Governo estuda sistema de pontos na transição da reforma da Previdência
16/01/2019 - 09:09  Ameaça derruba dirigente e abre espaço para senadora presidir PSL
16/01/2019 - 09:09  Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
16/01/2019 - 09:02  Reinaldo critica PSDB e diz que partido errou em aliar-se ao governo Temer
15/01/2019 - 14:27  Bolsonaro assina decreto que facilita posse de armas
11/01/2019 - 08:30  Bolsonaro defende mudanças na legislação para combater a violência
11/01/2019 - 08:14  Governo vai criar PDV e nem todos comissionados demitidos voltarão
10/01/2019 - 14:29  Decreto de posse de armas pode sair nesta sexta, diz Doria após reunião com Bolsonaro
10/01/2019 - 14:22  MEC abre sindicância para investigar mudanças em livros didáticos
10/01/2019 - 14:19  Planalto divulga retrato oficial de Jair Bolsonaro como presidente
10/01/2019 - 14:13  Plano de demissão voluntária será apresentado em fevereiro
10/01/2019 - 08:57  Em dez dias, governo Bolsonaro coleciona recuos, desencontros e medidas polêmicas
09/01/2019 - 14:23  Presidente diz que Brasil jamais se recusará a ajudar imigrantes
09/01/2019 - 10:40  Bolsonaro alega risco e determina que PF amplie segurança de Moro
09/01/2019 - 10:37  Governo Bolsonaro ordena paralisar a reforma agrária no país
08/01/2019 - 15:43  Fechamento de escolas é resultado da redução de alunos, diz Azambuja
08/01/2019 - 15:15  Máfia do Cigarro cooptou serviço reservado e manipulava escala da PM
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE