PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 14 de Junho de 2019 - 11:23
Organização espera 20 mil em ato pela educação e contra a reforma



 
 

Ato pela educação e contra a Reforma da  Previdência deve reunir 20 mil pessoas em Campo Grande, de acordo com estimativa da organização. A concentração de manifestantes, que acontece desde o início da manhã de hoje (14) na praça do Rádio Clube, tem a participação de professores, sindicatos de diversas categorias e também de movimentos sociais. 

Até às 10h, estimativa do 17º Batalhão de Polícia de Trânsito era de 700 pessoas no local, mas o número deve aumentar devido a mais ônibus que estão vindo do interior do Estado. Polícia Militar e Guarda Municipal acompanham a manifestação. 

Logo mais, às 10h30, está programada passeata, seguindo pela avenida  Afonso Pena, Rui Barbosa, Maracaju, 13 de maio e retornando pela Afonso pena, com encerramento na praça Ary Coelho. 

Segundo informações do presidente da Federação dos Trabalhadores na Educação de MS (Fetems), Jaime Teixeira, “os trabalhadores estão mostrando nas ruas o quanto esse projeto (reforma da Previdência) é abominável para a classe. Saíram do relatório o BPC (benefício de prestação continuada, que atende principalmente idosos de baixa renda) e trabalhadores rurais, mas mesmo assim o projeto não atende aos professores e principalmente as mulheres, que serão  as maiores prejudicadas”, destacou. Somente a Fetems tem 24 mil trabalhadores filiados e cerca de 35 mil na base sindical.

Ainda segundo Teixeira, são esperados 60 ônibus que estão vindo do interior do Estado com trabalhadores da educação, que irão participar do ato. Além disso, há mais ônibus de movimentos de luta pela terra que também estão a caminho da Capital, segundo organizadores.

Estão reunidos na praça representações de movimentos estudantis, sociais, como írabalhadores rurais, indígenas e movimentos de luta pela moradia, além de variados sindicatos, entre servidores públicos e de empresas que prestam serviços de utilidade pública.

No início do dia, motoristas e funcionários do transporte coletivo de Campo Grande aderiram a greve geral convocada por centrais sindicais de todo o País, em protesto contra a reforma da Previdência. A paralisação começou por volta das 4h e durou até por volta das 7h30, horários em que os ônibus saíram da garagem e voltaram a circular. 

Além de Campo Grande, em Dourados e Três Lagoas também haverá manifestações nesta manhã.

A pauta principal da manifestação, segundo centrais sindicais, é o repúdio à proposta do governo para a Reforma da Previdência. Também estão entre as reivindicações maior geração de empregos formais, retomada do crescimento da economia e protesto contra o contingenciamento na Educação.

Com a greve, não haverá aulas nas escolas públicas do Estado e as agências bancárias também devem abrir mais tarde. 

Em nota, a Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul afirma que toda a classe trabalhadora para as atividades hoje "para defender as políticas públicas de educação, o direito à aposentadoria, o direito à saúde, o emprego, a moradia e a soberania nacional”.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
23/07/2019 - 15:32  PF abre Operação Apagão contra fraude de R$ 26 mi em financiamentos da Caixa
23/07/2019 - 15:31  Na Bahia, Bolsonaro promete não deixar mais obras paradas no País
23/07/2019 - 15:24  Homem é preso por se masturbar em construção e importunar vizinhos
23/07/2019 - 15:13   Homem abre cova no quintal e é preso ao ameaçar enterrar ex-mulher e a mãe dela
23/07/2019 - 15:07  Avó e neto morrem em grave acidente entre S10 e caminhão na 262
23/07/2019 - 15:07  Delcídio não consegue reverter pena e terá que prestar serviços sociais
23/07/2019 - 12:09  Dólar sobe com exterior à espera de corte ameno de juro nos EUA
23/07/2019 - 12:03  MS tem 6 mulheres a cada 10 inscritos no Enem 2019, aponta Inep
23/07/2019 - 12:00  Adolescente morre com cabeça presa em janela ao tentar furtar mercado em MS
23/07/2019 - 12:00  The Fevers, Marcos e Belutti são atrações do Festival do Sobá 2019
23/07/2019 - 11:29  Prévia da inflação fica em 0,09% em julho, diz IBGE
23/07/2019 - 11:11  Detento é encontrado enforcado em cela onde ficam presos do PCC
23/07/2019 - 10:51  Delcídio do Amaral começa prestação de serviços do acordo de delação em 7 dias
23/07/2019 - 10:44  Acabou a festa: PMR apreende 3,4 mil garrafas de cerveja e pinga irregulares
23/07/2019 - 10:11  Bioceânica: pavimentação do Chaco Paraguaio é uma realidade e deverá ser concluída em 2022
23/07/2019 - 10:09  Homem agride ex-mulher grávida e leva botijão de gás da casa dela
23/07/2019 - 10:05  Número de estagiários cresce 13% em MS no primeiro semestre de 2019
23/07/2019 - 09:59  Funcionária de banco suspeita de envolvimento em assaltos é presa
23/07/2019 - 09:57  "Olheiro" do crime organizado morre em confronto com o DOF
23/07/2019 - 09:50  Estúdio fotográfico é condenado por faltar em aniversário de crianças
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE