PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 25 de Junho de 2019 - 09:04
Brasil e Reino Unido vão ter cooperação em saúde pública



 
 

 
 

O governo do Reino Unido vai liberar até 14 milhões de libras esterlinas (cerca de R$ 75 milhões) para financiar o aprimoramento de ações de saúde pública no Brasil por meio do programa Saúde Melhor, de acordo com informações do Ministério da Saúde. O lançamento global ocorreu em Londres, nesta segunda-feira (24), e contou com a presença do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Os recursos vão ser usados para o fortalecimento de áreas estratégicas, como a atenção primária à saúde, em até quatro anos. Os valores serão utilizados também na incorporação de tecnologias digitais e padrões internacionais de uso de dados, nos ciclos de pesquisa e a inovação para a incorporação de novas tecnologias.

Segundo Mandetta o sistema de saúde inglês tem historicamente um nível muito elevado de gestão e organização e a troca será importante para o Brasil. “Na Atenção primária, eles são muito fortes. Na parte de epidemiologia, em resistência a antibióticos, eles também são muito fortes”, afirmou o ministro. Mandetta citou ainda outras áreas em que a parceria será importante, como genética e hemoderivados. “Será muito importante essa troca de experiência e de saberes com o sistema de saúde inglês, no qual nosso SUS é inspirado, um sistema público e universal.”

Além do Brasil, também serão beneficiados pelo fundo do governo britânico México, África do Sul, Malásia, Filipinas, Tailândia, Vietnã e Myanmar.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
23/07/2019 - 15:32  PF abre Operação Apagão contra fraude de R$ 26 mi em financiamentos da Caixa
23/07/2019 - 15:31  Na Bahia, Bolsonaro promete não deixar mais obras paradas no País
23/07/2019 - 15:24  Homem é preso por se masturbar em construção e importunar vizinhos
23/07/2019 - 15:13   Homem abre cova no quintal e é preso ao ameaçar enterrar ex-mulher e a mãe dela
23/07/2019 - 15:07  Avó e neto morrem em grave acidente entre S10 e caminhão na 262
23/07/2019 - 15:07  Delcídio não consegue reverter pena e terá que prestar serviços sociais
23/07/2019 - 12:09  Dólar sobe com exterior à espera de corte ameno de juro nos EUA
23/07/2019 - 12:03  MS tem 6 mulheres a cada 10 inscritos no Enem 2019, aponta Inep
23/07/2019 - 12:00  Adolescente morre com cabeça presa em janela ao tentar furtar mercado em MS
23/07/2019 - 12:00  The Fevers, Marcos e Belutti são atrações do Festival do Sobá 2019
23/07/2019 - 11:29  Prévia da inflação fica em 0,09% em julho, diz IBGE
23/07/2019 - 11:11  Detento é encontrado enforcado em cela onde ficam presos do PCC
23/07/2019 - 10:51  Delcídio do Amaral começa prestação de serviços do acordo de delação em 7 dias
23/07/2019 - 10:44  Acabou a festa: PMR apreende 3,4 mil garrafas de cerveja e pinga irregulares
23/07/2019 - 10:11  Bioceânica: pavimentação do Chaco Paraguaio é uma realidade e deverá ser concluída em 2022
23/07/2019 - 10:09  Homem agride ex-mulher grávida e leva botijão de gás da casa dela
23/07/2019 - 10:05  Número de estagiários cresce 13% em MS no primeiro semestre de 2019
23/07/2019 - 09:59  Funcionária de banco suspeita de envolvimento em assaltos é presa
23/07/2019 - 09:57  "Olheiro" do crime organizado morre em confronto com o DOF
23/07/2019 - 09:50  Estúdio fotográfico é condenado por faltar em aniversário de crianças
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE