PUBLICIDADE
Cultura
Noticia de: 19 de Julho de 2019 - 10:05
Decreto prevê incentivo a municípios que ampliarem horário de postos



 
 

Municípios em Mato Grosso do Sul que fizerem adesão ao Programa Saúde na Hora receberão incentivo do governo estadual no valor de 20% do repassado pelo Ministério da Saúde. Esse aporte faz parte de projeto que será lançado oficialmente na segunda-feira, pelo Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Os termos para adesão foram publicados na edição de hoje do Diário Oficial do Estado. O repasse será mensal, por meio de transferência do Fundo Estadual de Saúde, a partir da homologação do Ministério da Saúde.

O pagamento depende de cadastramento das unidades de saúde no SCNES (Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saude) e na Secretaria de Atenção Primária em Saúde. O benefício será suspenso em caso desvio de finalidade ou descredenciamento do SCNES.

Mato Grosso do Sul será o 2º estado do Brasil a integrar o Programa Saúde na Hora. Segundo o governo federal, o projeto foi criado para para ampliar acesso da população aos serviços da Atenção Primária, como consultas médicas e odontológicas, coleta de exames laboratoriais, aplicação de vacinas e pré-natal.

A iniciativa aumenta, também, recursos mensais a municípios que estenderem o horário de funcionamento das unidades de saúde para o período da noite, além de permanecerem de portas abertas durante o horário de almoço e, opcionalmente, aos fins de semana.

A partir da adesão ao programa, as unidades que recebiam R$ 21,3 mil para custeio de até três equipes de Saúde da Família passam a receber R$ 44,2 mil e, caso optem pela carga horária de 60h semanais, receberão um incremento de 106,7% ao incentivo de custeio. Ainda com a opção de funcionamento por 60h, caso a unidade possua atendimento em saúde bucal, o aumento pode chegar a 122%, passando de R$ 25,8 mil para R$ 57,6 mil.

Já as unidades que recebem atualmente cerca de R$ 49,4 mil para custeio de seis equipes de Saúde da Família e três de Saúde Bucal e optarem pelo turno de 75h, receberão R$ 109,3 mil se aderirem à nova estratégia – um aumento de 121% no custeio mensal.

Em Campo Grande, 32 unidades já fazem horário estendido e diferenciado. Ainda não foi informado quais dessas medidas serão implementadas pelas prefeituras no Estado.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
08/08/2019 - 12:13  Estudante morre com tiro na cabeça dentro de escola
02/08/2019 - 09:36  Exército destrói mais de 1,8 mil armas entregues pelo Poder Judiciário
01/08/2019 - 10:19  Exposição no Centro Cultural apresenta lado comercial e mercadológico da arte e design
23/07/2019 - 15:09  Artistas recebem pela primeira vez o título de doutor honoris causa
22/07/2019 - 11:46  Na abertura da SBPC, ministro fala em união para fortalecer ciência no País
08/07/2019 - 11:20  Homem é morto a tiros ao chegar de moto em casa
05/07/2019 - 11:40  Bandidos levam aparelho auditivo de criança em invasão de casa
04/07/2019 - 10:00  PMA ressalta que onça não representa risco para comunidade acadêmica em Aquidauana
18/06/2019 - 14:47  Aplicativo dará mais agilidade a processos no Imasul, diz Felipe
14/06/2019 - 10:05  Com aumento de 14%, MS é o 6º estado com maior alta na entrada de turistas
14/06/2019 - 10:04  Relatório da reforma da Previdência agrada e dólar cai a R$ 3,85
14/06/2019 - 09:12  Aquidauana sedia 1º Fórum para discutir modelo de ensino em tempo integral
10/06/2019 - 11:00  Roteiro com cinco destinos turísticos que valem a sua visita em Miranda
10/06/2019 - 09:02  Sesau disponibiliza vacina contra Febre Amarela na segunda (10)
07/06/2019 - 10:03  Duas universitárias morrem em acidente entre carro e van de prefeitura em MS
03/06/2019 - 09:31  Inscrições para o Fies poderão ser feitas a partir de 25 de junho
30/05/2019 - 09:19  Quase 60 quilômetros de ruas serão recapeadas em Campo Grande
28/05/2019 - 09:16  Em Aquidauana, homem violento agride com socos a esposa por ela recusar sexo
27/05/2019 - 09:17  Campo Grande Expo 2019 abre seus portões amanhã
06/05/2019 - 10:05  Diesel negociado nas refinarias está mais caro a partir de hoje
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE