PUBLICIDADE
Política
Noticia de: 13 de Setembro de 2018 - 11:08
Advogados começam a preparar pedidos de liberdade dos presos pela Polícia Federal



 
 

A advogada do pecuarista Zelito Oliveira, um dos presos ontem (12) pela Polícia Federal (PF) durante a Operação Vostok, disse que seu cliente sempre colaborou com a Justiça e que já prepara impetrar no Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de liberdade.

“Desde que a delação da JBS vazou, no ano passado, fizemos uma petição se colocando à disposição da Justiça. Desde então, Zelito, por ser pecuarista, movimenta grande quantidade de gado. Sempre que é notificado pela Receita, comparecia. Por esse motivo causou grande estranheza a prisão”, comentou a advogada Andrea Flores, na sede da Superintendência da Polícia Federal na manhã de hoje (13).

Segundo Andrea, há dois possíveis caminhos a serem seguidos pela defesa nesse momento, mas tudo depende ainda do cliente ser interrogado, o que não ocorreu. “Ele ainda não foi ouvido. A tendência é que ocorra agora de manhã. Assim que for anexado documento interrogatório, há como entrar com pedido de habeas corpus junto ao STF. Existem duas possibilidades, pedir a revogação da prisão temporária de cinco dias junto ao STJ [Supremo Tribunal de Justiça], ou então recorrer ao STF com habeas corpus. A intenção é o habeas corpus”, completou a advogada.

Ainda conforme Andrea, a prisão dos envolvidos ontem ocorreram ao mesmo tempo na tentativa de que não se combinassem versões para os depoimentos. “Prenderam todos de uma vez para que não combinem versões para não acobertar fatos, porém é coisa desde 2014. Tiveram pelo menos quatro anos para mudar versão. Zelito não pagava propina. Toda documentação comprobatória da venda lícita do gado, não pagou propina para o esquema”, concluiu.

OPERAÇÃO
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira a Operação Vostok, com o objetivo de combater esquema de pagamento de propina a representantes da cúpula do Poder Executivo Estadual. Dentre os alvos da operação, estão o governador Reinaldo Azambuja, que teve o prédio onde mora alvo de mandados de busca e apreensão, pecuaristas responsáveis pela emissão das notas fiscais “frias”,  o deputado estadual Zé Teixeira (DEM) e o conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE/MS) Márcio Monteiro. 

Segundo nota divulgada pela PF, as investigações foram iniciadas no começo deste ano, tendo por base termos de colaboração premiada de executivos da JBS. Os colaboradores detalharam os procedimentos adotados junto ao governo do Estado para a obtenção de benefícios fiscais.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
13/11/2018 - 10:42  Bolsonaro admite conversa com Mandetta para Ministério da Saúde
13/11/2018 - 10:41  Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa
12/11/2018 - 09:28  Temer cancela vinda a MS e ministro autoriza reforma de escola estadual
12/11/2018 - 08:53  Temer vem à Capital para autorizar reforma em escola, confirma governo
09/11/2018 - 16:34  Mandetta irá para o Ministério da Saúde do governo Bolsonaro
09/11/2018 - 16:29  Bolsonaro nega proposta de criação de alíquota de 22% à Previdência
09/11/2018 - 16:25  Tereza Cristina diz que Bolsonaro não vai admitir invasões
09/11/2018 - 15:13  Dois Irmãos do Buriti completa 31 anos com show e inauguração de frigorífico.
08/11/2018 - 16:04  Tereza Cristina diz que produtores querem ministério mais moderno
08/11/2018 - 08:33  Futura ministra da Agricultura diz que fusão com Meio Ambiente trará ônus
07/11/2018 - 10:34  Câmara aprova Projeto de Lei que prevê emendas individuais aos Vereadores.
06/11/2018 - 14:54  Cotados para secretários, deputados preferem ficar na Assembleia
06/11/2018 - 10:36  Estou muito feliz, diz Bolsonaro ao voltar ao Congresso
05/11/2018 - 14:32  Bolsonaro e governo italiano estão de acordo sobre extraditar Battisti, diz embaixador
05/11/2018 - 14:31  Azambuja diz que vai mudar equipe e corrigir erros
05/11/2018 - 14:31  Lula entra no STF com pedido de liberdade após Moro aceitar ministério
31/10/2018 - 10:00  Câmara de Dois Irmãos do Buriti aprova emenda no orçamento.
31/10/2018 - 09:59  Deputado apresenta projeto para proibir pesquisas eleitorais
30/10/2018 - 10:40  Vereador Cidinho busca informação sobre regularização do Assentamento Marcos Freire.
30/10/2018 - 10:36  Principais promessas de Bolsonaro dependem de aprovação no Congresso; saiba quais são
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE