PUBLICIDADE
Economia
Noticia de: 04 de Dezembro de 2018 - 09:17
Após 3 quedas, produção industrial tem alta de 0,2% em outubro, aponta IBGE



 
 

 

A produção industrial brasileira cresceu 0,2% em outubro, na comparação com setembro, segundo divulgou nesta terça-feira (4) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Trata-se da primeira taxa positiva após três meses de queda.

 

Na comparação com outubro do ano passado, o avanço foi de 1,1%.

Apesar do crescimento em outubro, o avanço no mês ainda não compensou as perdas nos 3 meses anteriores, que acumularam uma redução de 2,7% na atividade.

 

No acumulado no ano e em 12 meses, a produção continua registrando alta, de 1,8% e de 2,3% respectivamente. Entretanto, houve perda de ritmo frente aos meses anteriores. Em setembro, a taxa acumulada em 12 meses era de 2,7%, e em agosto, de 3,1%.

 

 

O resultado veio abaixo do esperado. As expectativas em pesquisa da Reuters com economistas eram de alta de 1,2% na variação mensal e de 2,3% na base anual.

 

17 dos 26 ramos avançam

Dos 26 ramos industriais pesquisados, 17 registraram crescimento em outubro. Os principais destaques foram indústrias extrativas (3,1%), máquinas e equipamentos (8,8%), veículos automotores, reboques e carrocerias (3,0%) e bebidas (8,6%).

 

Entre as grandes categorias econômicas, o maior avanço foi na produção de bens de consumo duráveis (4,4%), influenciada, em grande parte, pela maior produção de automóveis. O segmento de bens de capital cresceu 1,5%. Já os setores de bens intermediários e de bens de consumo semi e não-duráveis recuaram 0,3% e 0,2%, respectivamente.

 

 

No acumulado no ano, 19 dos 26 ramos registram crescimento, com o setor automotivo exercendo a maior influência positiva, impulsionada, em grande parte, pelos itens automóveis, caminhão-trator para reboques e semirreboques, caminhões, reboques e semirreboques e autopeças.

 

Por outro lado, 7 atividades ainda acumulam queda, com destaque para produlção de produtos alimentícios (-4,5%), confecção de artigos do vestuário e acessórios (-3,7%) e de couro, artigos para viagem e calçados (-3,4%).

O setor alimentício registrou em outubro o quarto mês consecutivo com queda, e acumulou uma redução de 8,4% em 4 meses, afetado principalmente pela produção de açúcar.

 

“Por causa de preços mais atraentes, o etanol tem sido mais vantajoso para as usinas, o que provocou uma queda na produção de açúcar em detrimento do biocombustível. Tanto que é possível observar um crescimento no setor de combustíveis, no mesmo período em que há um declínio no setor alimentício”, disse o gerente da pesquisa, André Maced

 Recuperação lenta

A recuperação do setor, assim como a do restante da economia brasileira, segue em ritmo lento.

economia brasileira avançou 0,8% no 3º trimestre, na comparação coo o segundo, segundo divulgou o IBGE na última sexta-feira. O PIB da indústria cresceu 0,4%, no primeiro resultado positivo no ano.

 Para o ano de 2018, a previsão do mercado é de alta de 1,32% do PIB do Brasil, segundo a última pesquisa Focus do banco Central. Para 2019, a projeção é de alta de 2,5%.

·         IBGE

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
23/04/2019 - 09:41  Preço do litro do leite registra média de R$ 1,03 no primeiro trimestre em MS
09/04/2019 - 10:30  Economia 08/04/2019 16:40 Pela 5ª semana consecutiva, gasolina sobe e chega a R$ 4,51 em MS
26/03/2019 - 09:26  Economia Receita já recebeu quase 6 milhões de declarações do Imposto de Renda
25/03/2019 - 15:30  MS tem melhor resultado desde 2014 com mais de 22 mil admissões
21/03/2019 - 10:45   CONTA DE LUZ Conta de luz pode ter aumento de 15% a partir de abril em MS
15/03/2019 - 10:32  Aumento expressivo no preço do feijão puxa inflação na Capital
14/03/2019 - 12:14  Estado espera R$ 9 milhões do Fundersul do eucalipto
12/03/2019 - 10:49  Petrobras aumenta pelo 2° dia seguido o preço da gasolina
12/03/2019 - 10:20  Enem terá nova diagramação para economizar papel
08/02/2019 - 08:26  Abates de bovinos crescem 3% e vendas rendem R$ 2 bilhões a MS
07/02/2019 - 09:36  Celulose segura balança e MS tem superavit de US$ 163 milhões
04/02/2019 - 09:36  A R$ 3,32, etanol no Estado está 19% mais caro do que média nacional
31/01/2019 - 08:29  Safra de cana terá avanço de 6% este ano no Estado
28/01/2019 - 09:04  Algodão deve render 10% a mais em MS
16/01/2019 - 08:30  Soja rende mais de R$ 12 bilhões para produtores do Estado
14/01/2019 - 15:09  Receita abre consulta a restituição do Imposto de Renda de 2008 a 2018
14/01/2019 - 08:25  Com “ameaça” de Guedes ao Sistema S, cooperativas defendem instituições
11/01/2019 - 11:06  O bilionário negócio do cigarro eletrônico toma conta
11/01/2019 - 08:16  Setor reage e exportações de carne bovina superam R$ 2 bilhões
10/01/2019 - 08:24  MS tem 12 cidades entre as 100 mais ricas do agronegócio
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE