PUBLICIDADE
Política
Noticia de: 06 de Novembro de 2018 - 14:54
Cotados para secretários, deputados preferem ficar na Assembleia



 
 
Deputado José Carlos Barbosa (DEM) durante discurso na Assembleia Legislativa de MS. (Foto: Victor Chileno/ALMS).Deputado José Carlos Barbosa (DEM) durante discurso na Assembleia Legislativa de MS. (Foto: Victor Chileno/ALMS).
Rinaldo Modesto, do PSDB, durante leitura de documento na Casa de Leis. (Foto: Victor Chileno/ALMS).Rinaldo Modesto, do PSDB, durante leitura de documento na Casa de Leis. (Foto: Victor Chileno/ALMS).

Cogitados para ocupar cargos no primeiro escalão do governo de Reinaldo Azambuja(PSDB), a partir de 2019, os deputados estaduais José Carlos Barbosa (DEM) e Rinaldo Modesto (PSDB), afirmam que, a princípio, vão permanecer na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

Nos bastidores, o nome de José Carlos foi cotado para ocupar a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), pasta que já comandou até o início de 2018. Segundo o parlamentar, o desejo é cumprir o mandato no qual foi eleito este ano e que a possibilidade de retorno ao governo é mera especulação.

Outro fator que o faz querer permanecer na Casa de Leis é a vontade de disputar a Prefeitura de Dourados, sua base eleitoral, em 2020. Para disputar cargo no Executivo do município, ele precisaria se licenciar do cargo de secretário daqui dois anos.

Rinaldo Modesto seria um dos nomes para pasta de Educação, contudo, ele afirma que não existe nenhuma conversa neste sentido com o governador Reinaldo Azambuja. A princípio, afirma que também prefere ficar na Assembleia, cumprindo o cargo no qual foi eleito.

No feriado, o parlamentar se reuniu com o governador, mas que o assunto girou em torno de agradecimento aos que contribuíram para a reeleição de Azambuja. “Não foi discutida a questão de eventual mudança de secretariado”.

Deputada Mara Caseiro (PSDB) durante homenagem na Assembleia. (Gabriela Rufino/ALMS)Deputada Mara Caseiro (PSDB) durante homenagem na Assembleia. (Gabriela Rufino/ALMS)

Os nomes dos dois parlamentares começaram a ser levantados porque os dois fazem parte da coligação PSDB-DEM, que tem a deputada Mara Caseiro (PSDB) como primeira suplente.

Ela não foi reeleita este ano e assumiria uma vaga em 2019, se um dos dois deputados se tornasse secretário.

Mara disse que, após o primeiro turno, chegou a conversar com Reinaldo que, segundo suas palavras, achou “inadmissível” a Assembleia Legislativa de MS não ter nenhuma representante mulher.

Por isso, “puxar” um deputado da coligação para seu governo seria uma forma de manter a deputada com uma cadeira no Legislativo estadual.

Hoje, a parlamentar disse que não conversou com o governador depois do segundo turno, mas que existe a possibilidade e que aguarda qualquer definição.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
13/11/2018 - 10:42  Bolsonaro admite conversa com Mandetta para Ministério da Saúde
13/11/2018 - 10:41  Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa
12/11/2018 - 09:28  Temer cancela vinda a MS e ministro autoriza reforma de escola estadual
12/11/2018 - 08:53  Temer vem à Capital para autorizar reforma em escola, confirma governo
09/11/2018 - 16:34  Mandetta irá para o Ministério da Saúde do governo Bolsonaro
09/11/2018 - 16:29  Bolsonaro nega proposta de criação de alíquota de 22% à Previdência
09/11/2018 - 16:25  Tereza Cristina diz que Bolsonaro não vai admitir invasões
09/11/2018 - 15:13  Dois Irmãos do Buriti completa 31 anos com show e inauguração de frigorífico.
08/11/2018 - 16:04  Tereza Cristina diz que produtores querem ministério mais moderno
08/11/2018 - 08:33  Futura ministra da Agricultura diz que fusão com Meio Ambiente trará ônus
07/11/2018 - 10:34  Câmara aprova Projeto de Lei que prevê emendas individuais aos Vereadores.
06/11/2018 - 10:36  Estou muito feliz, diz Bolsonaro ao voltar ao Congresso
05/11/2018 - 14:32  Bolsonaro e governo italiano estão de acordo sobre extraditar Battisti, diz embaixador
05/11/2018 - 14:31  Azambuja diz que vai mudar equipe e corrigir erros
05/11/2018 - 14:31  Lula entra no STF com pedido de liberdade após Moro aceitar ministério
31/10/2018 - 10:00  Câmara de Dois Irmãos do Buriti aprova emenda no orçamento.
31/10/2018 - 09:59  Deputado apresenta projeto para proibir pesquisas eleitorais
30/10/2018 - 10:40  Vereador Cidinho busca informação sobre regularização do Assentamento Marcos Freire.
30/10/2018 - 10:36  Principais promessas de Bolsonaro dependem de aprovação no Congresso; saiba quais são
30/10/2018 - 09:42  Azambuja pedirá a Bolsonaro mais segurança na fronteira
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE