PUBLICIDADE
Política
Noticia de: 10 de Janeiro de 2019 - 14:29
Decreto de posse de armas pode sair nesta sexta, diz Doria após reunião com Bolsonaro



 
 

Após participar de uma reunião com o presidente JairBolsonaro , o governador de São Paulo, João Doria , afirmou que o decreto presidencial flexibilizando a posse de armas pode sair já nesta sexta-feira. Doria discutiu com o presidente temas relativos a São Paulo e prometeu apoio àreforma da Previdência . O governador disse ser favorável à medida sobre as armas.

"Sou favorável. Parece que sai amanhã", afirmou o governador.

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) acompanhou a reunião e afirmou que há uma "perspectiva" de publicação do decreto. Segundo fontes do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, porém, o texto final ainda passa por uma última revisão. O decreto vai criar regras específicas para a comprovação da efetiva necessidade de se possuir uma arma, ampliar o prazo para renovação de registro e pode dar anistia a quem está com arma de forma irregular por falta de atualização do registro.

Na reunião, Doria discutiu com Bolsonaro seus planos de privatizar e mudar o local da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), que é federal, e a desativação do Campo de Marte, para a construção de um parque. 

O governador disse que pretende acompanhar o presidente Bolsonaro na visita ao Fórum de Davos, na Suíça, a partir do dia 22, e prometeu apoio do PSDB paulista e também buscar entre seus aliados respaldo à reforma da Previdência que está sendo preparada pelo governo federal. Ele afirmou que a aprovação da reforma "muda o Brasil". Doria diz ser favorável ao regime de capitalização e evitou se posicionar sobre qual proposta considera mais adequada para os policiais militares.

Ele reafirmou o apoio ao deputado Bruno Araújo (PE) para ocupar a presidência do PSDB e disse que o atual comandante da legenda, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, reiterou nesta quarta-feira o desejo de deixar o cargo. Doria se mostrou novamente favorável à candidatura de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à reeleição na Presidência da Câmara, mas evitou se posicionar sobre a disputa no Senado.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
17/01/2019 - 14:45  Fux suspende investigação sobre movimentações de Queiroz
16/01/2019 - 10:40  Diretor da Sanesul vai para Detran e ex-secretário de Zauith assume estatal
16/01/2019 - 09:47  Ministério do Meio Ambiente suspende convênios e parcerias com ONGs por três meses
16/01/2019 - 09:11  Governo estuda sistema de pontos na transição da reforma da Previdência
16/01/2019 - 09:09  Ameaça derruba dirigente e abre espaço para senadora presidir PSL
16/01/2019 - 09:09  Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões
16/01/2019 - 09:02  Reinaldo critica PSDB e diz que partido errou em aliar-se ao governo Temer
15/01/2019 - 14:27  Bolsonaro assina decreto que facilita posse de armas
11/01/2019 - 08:30  Bolsonaro defende mudanças na legislação para combater a violência
11/01/2019 - 08:14  Governo vai criar PDV e nem todos comissionados demitidos voltarão
10/01/2019 - 14:22  MEC abre sindicância para investigar mudanças em livros didáticos
10/01/2019 - 14:19  Planalto divulga retrato oficial de Jair Bolsonaro como presidente
10/01/2019 - 14:13  Plano de demissão voluntária será apresentado em fevereiro
10/01/2019 - 08:57  Em dez dias, governo Bolsonaro coleciona recuos, desencontros e medidas polêmicas
09/01/2019 - 14:23  Presidente diz que Brasil jamais se recusará a ajudar imigrantes
09/01/2019 - 10:40  Bolsonaro alega risco e determina que PF amplie segurança de Moro
09/01/2019 - 10:37  Governo Bolsonaro ordena paralisar a reforma agrária no país
08/01/2019 - 15:43  Fechamento de escolas é resultado da redução de alunos, diz Azambuja
08/01/2019 - 15:15  Máfia do Cigarro cooptou serviço reservado e manipulava escala da PM
08/01/2019 - 15:14  Governo paraguaio revoga lei que permitia entrada de caminhões bitrem brasileiros
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE