PUBLICIDADE
Política
Noticia de: 13 de Setembro de 2018 - 11:23
Deputados esperam acordo entre prefeitos e TCE sobre multas



 
 

Para evitar um impasse entre as instituições e até uma possível PEC (Proposta de Emenda Constitucional), os deputados esperam um acordo entre os prefeitos e TCE (Tribunal de Contas Estadual) em relação a aplicação de multas. Os parlamentares aguardam uma posição do Tribunal, após eles pedirem um prazo de 15 dias.

“Esperamos que haja um bom senso dos dois lados, tanto aos prefeitos como o TCE. Sabemos que o Tribunal tem uma missão constitucional de fiscalizar os gestores, mas também não pode ser uma fábrica de multas”, disse o deputado José Carlos Barbosa (DEM).

Para Márcio Fernandes (MDB) um acordo para este impasse seria a melhor solução. “Acredito que é preciso ter uma mudança de regras em relação as multas e notificações. Já houve uma boa conversa no sentido de rever o entendimento em relação a alguns pontos, que se pode avançar”.

Rinaldo Modesto (PSDB) também defende uma atualização nas regras. “O ideal sempre é um consenso e acordo entre as partes, com mudanças nas regras até para ser mais justos com os prefeitos em relação as multas, que seriam aplicadas quando houver dolo na administração”.

Solicitações – Os prefeitos pedem que em caso de multas para não entrega de documentos, a responsabilização não recaia apenas ao gestor e sim ao servidor responsável por esta tarefa, o que deixaria o funcionalismo atento a eventuais problemas.

Também pede que o Tribunal faça uma intimação pessoal ao prefeito, para que esteja ciente de eventuais irregularidades e documentos não enviados, dando ao gestor a possibilidade de justificar e apresentar defesa. Por fim, ainda solicita que as multas sejam aplicadas apenas em caso de “dolo” e prejuízos aos cofres públicos.

Avaliação – Em nota, o presidente do TCE (Tribunal de Contas Estadual), Waldir Neves, explicou que o Tribunal está estudando eventuais mudanças na legislação, mas que a Corte não pode abrir mão da sua prerrogativa de controle de gastos públicos. “Podemos flexibilizar o regimento interno no sentido de conceder prazos”.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
13/11/2018 - 10:42  Bolsonaro admite conversa com Mandetta para Ministério da Saúde
13/11/2018 - 10:41  Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa
12/11/2018 - 09:28  Temer cancela vinda a MS e ministro autoriza reforma de escola estadual
12/11/2018 - 08:53  Temer vem à Capital para autorizar reforma em escola, confirma governo
09/11/2018 - 16:34  Mandetta irá para o Ministério da Saúde do governo Bolsonaro
09/11/2018 - 16:29  Bolsonaro nega proposta de criação de alíquota de 22% à Previdência
09/11/2018 - 16:25  Tereza Cristina diz que Bolsonaro não vai admitir invasões
09/11/2018 - 15:13  Dois Irmãos do Buriti completa 31 anos com show e inauguração de frigorífico.
08/11/2018 - 16:04  Tereza Cristina diz que produtores querem ministério mais moderno
08/11/2018 - 08:33  Futura ministra da Agricultura diz que fusão com Meio Ambiente trará ônus
07/11/2018 - 10:34  Câmara aprova Projeto de Lei que prevê emendas individuais aos Vereadores.
06/11/2018 - 14:54  Cotados para secretários, deputados preferem ficar na Assembleia
06/11/2018 - 10:36  Estou muito feliz, diz Bolsonaro ao voltar ao Congresso
05/11/2018 - 14:32  Bolsonaro e governo italiano estão de acordo sobre extraditar Battisti, diz embaixador
05/11/2018 - 14:31  Azambuja diz que vai mudar equipe e corrigir erros
05/11/2018 - 14:31  Lula entra no STF com pedido de liberdade após Moro aceitar ministério
31/10/2018 - 10:00  Câmara de Dois Irmãos do Buriti aprova emenda no orçamento.
31/10/2018 - 09:59  Deputado apresenta projeto para proibir pesquisas eleitorais
30/10/2018 - 10:40  Vereador Cidinho busca informação sobre regularização do Assentamento Marcos Freire.
30/10/2018 - 10:36  Principais promessas de Bolsonaro dependem de aprovação no Congresso; saiba quais são
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE