PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 08 de Fevereiro de 2018 - 09:59
Governo quer atender demanda de etanol com álcool de milho



 
 

 
 

Otimistas com a implantação do programa RenovaBio, representantes da agroindústrias estão se organizando para atender o aumento na demanda do etanol, utilizando a produção de álcool feito de milho que tem uma vantagem importante sobre o produto obtido da cana-de-açúcar: a capacidade de repor a produção com mais agilidade em razão da rapidez produtiva do grão.


A afirmação foi feita pelo diretor da União Nacional do Etanol de Milho (UNEM), Ricardo Tomczyk que argumentou:

"Não há canaviais disponíveis no Brasil atualmente (para aumentar a produção). Uma empresa leva cerca de quatro anos para formar um novo canavial pronto para produção", disse o representante e acrescentou que no caso do etanol de milho seria necessária a construção de uma nova unidade, o que leva em torno de um ano e meio.

O programa Renovabio foi idealizado pelo governo federal e lançado em 2016 pelo Ministério de Minas e Energia, com objetivo de expandir a produção de biocombustíveis no Brasil, baseada na previsibilidade, na sustentabilidade ambiental, econômica e social, e compatível com o crescimento do mercado.

DESENVOLVIMENTO NACIONAL

As vendas de etanol estão aumentando no Brasil à medida que sua vantagem de preço sobre a gasolina cresce e o produto concorre diretamente com a gasolina em carros flex, registrando avanço de 33% em novembro, se comparado ao ano anterior (2017/2016). A expectativa do governo é de que a partir do funcionamento do Renovabio (previsto para 2020) a demanda por etanol seja duplicada até 2030. 

Quase todo o etanol produzido no Brasil vem do processamento de cana-de-açúcar, mas algumas unidades à base de milho iniciaram operações recentemente e outras são esperadas, afirmou Tomczyk, em especial no Mato Grosso, maior produtor nacional do cereal. 

"Mato Grosso deve produzir cerca de 3 bilhões a 4 bilhões de litros de etanol de milho por ano em cinco anos, de 400 milhões de litros atualmente", disse Tomczyk, que já foi diretor da associação de produtores Aprosoja.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
15/08/2018 - 09:21  Confira quanto você vai receber na distribuição dos lucros do FGTS
15/08/2018 - 09:17  Descaso acelera destruição de Aquário do Pantanal
14/08/2018 - 11:17  Vaca escapa de matadouro de frigorífico, atropela e mata trabalhador
14/08/2018 - 10:21  Resgatada no Pantanal, onça-pintada está internada em Campo Grande
14/08/2018 - 09:46  Guincho tomba ao tentar desvirar veículo blindado do Exército na fronteira
10/08/2018 - 16:33  Prefeito Edilsom participa da comemoração ao Dia dos Pais.
09/08/2018 - 11:55  MS tem maior taxa de encarceramento do Brasil segundo balanço do CNJ
09/08/2018 - 11:48  Expoaqui começa hoje e terá show de Bruno & Marrone em comemoração aos seus 51 anos
09/08/2018 - 10:30  Expoaqui começa hoje e terá show de Bruno & Marrone em comemoração aos 51 seus anos
08/08/2018 - 13:37  Chuva intensa de granizo provoca estragos em plantações
08/08/2018 - 11:56  Pagamento do PIS/Pasep será retomado nesta quarta-feira (8)
08/08/2018 - 11:31  Novo modelo do Enem deverá ser aplicado em 2020
08/08/2018 - 11:08  Receita libera consulta ao 3º lote do Imposto de Renda
07/08/2018 - 15:21  Edital de convocação para Assembléia Geral Comunidade Água Azul.
07/08/2018 - 10:49  Ministério divulga resultado de Fies que atende quem tem renda até 5 mínimos
06/08/2018 - 11:18  Artigo - PRF 90 ANOS
06/08/2018 - 10:26  APAE DIB realizou 13º leilão .
03/08/2018 - 12:28  Dois Irmãos do Buriti adquire três ônibus para o transporte escolar.
02/08/2018 - 12:27  'Jornalista' é preso em Campo Grande a mando de juiz eleitoral
31/07/2018 - 11:18  MEC divulga lista de pré-selecionados para o Fies
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE