PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 13 de Setembro de 2018 - 14:15
MS tem dois municípios entre os 20 maiores produtores de soja do país



 
 

MS tem dois municípios entre os 20 maiores produtores de soja do país

 
 

Maracaju e Sidrolândia representaram Mato Grosso do Sul na lista dos 20 municípios brasileiros maiores produtores de soja em 2017. De acordo com a pesquisa sobre a produção agrícola municipal, divulgada hoje (13) pelo IBGE, com 982,2 mil toneladas de soja colhidas, Maracaju é o 12º na lista. Sidrolândia, com produção de 706,2 mil toneladas, ficou na 20ª posição.

A lista é dominada por municípios de Mato Grosso. Maior produtor de soja do país, o estado vizinho tem 12 dos 20 municípios onde mais se colhe a oleaginosa no país, inclusive o campeão em produção, Sorriso, que colheu 2,1 milhões de toneladas de soja no ano passado.

Com 9,1 milhões de toneladas, Mato Grosso do Sul foi o quinto maior produtor de soja do país em 2017. Ficaram à frente Mato Grosso (30,4 milhões/t), Paraná (19 milhões), Rio Grande do Sul (18,7 milhões) e Goiás (11,3 milhões/t).

O valor da produção nos 5,2 milhões de hectares ocupados com agricultura no ano passado em MS chegou a R$ 15,2 bilhões, segundo o IBGE. Foram 19,2 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas colhidas no estado – aumento de 40% em relação a 2016.

Apesar do crescimento na produção, o valor da produção caiu 0,7%. Segundo o IBGE, essa queda foi influenciada pelo recuo dos preços dos principais produtos, interrompendo um crescimento no valor da produção da safra que já durava sete anos. O valor da produção do milho caiu 13,4%, da cana-de-açúcar caiu 12% e do trigo 28%.

Valor da produção – A soja predomina entre as culturas com maior valor produzido. As dez principais culturas de MS (soja, cana-de-açúcar, milho, mandioca, algodão herbáceo, arroz, feijão, borracha, melancia e trigo) representaram 99,3% de todo o valor gerado pela atividade.

“Em termos de valor da produção, a agricultura está concentrada nas três principais culturas, soja, milho e cana-de-açúcar, que representam 93,6% do total do valor da produção, com destaque para a soja com 53,6%, o que representou R$ 8,2 bilhões de reais”, informa a pesquisa do IBGE.

Além de Maracaju e Sidrolândia, os outros três principais produtores de soja em 2017 foram Ponta Porã com 694 mil toneladas, Dourados com 575 mil toneladas e São Gabriel do Oeste, que colheu 468 mil toneladas.

Milho cresceu – A pesquisa do IBGE, que é relativa apenas aos resultados de 2017, mostra crescimento considerável da produção de milho em Mato Grosso do Sul no ano passado. Já em 2018, como o Campo Grande News divulgou terça-feira (11), a produção encolheu afetada pelo clima.

Em 2017 a quantidade produzida de milho foi de 9,8 milhões de toneladas, a quarta maior produção do país, com aumento de 62,9% em relação a 2016. MS teve a terceira maior área colhida de milho no ano passado, com 1.831.970 hectares.

Entre os 20 principais municípios brasileiros produtores de milho, quatro são sul-mato-grossenses: Maracaju (8ª posição), Sidrolândia (11ª), Dourados (14ª) e Ponta Porã(15ª).

Outras culturas – A pesquisa do IBGE mostra que outras atividades agrícolas tiveram bom desempenho no ano passado em Mato Grosso do Sul. A produção de urucum cresceu 97,5% e chegou a 622 toneladas. MS foi o sexto maior produtor do país.

O principal produtor de urucum em MS foi Nova Alvorada do Sul, com 327 toneladas – mais da metade de toda a produção estadual. No ranking nacional, Nova Alvorada do Sul ocupa a 11ª posição entre os maiores produtores de urucum no país.

A produção de laranja também aumentou. O estado produziu 22.719 toneladas em uma área de 1.036 hectares, aumento de 45,3% na quantidade produzida e aumento de 28,9% na área colhida. MS ocupa a 15ª posição no ranking nacional em quantidade produzida de laranja.

Aparecida do Taboado é o maior produtor estadual de laranja, com 9.420 toneladas colhidas em 350 hectares no ano passado.

 

Antes da quebra provocada pelo clima neste ano, produção de milho cresceu 62% em MS em 2017 (Foto: Eliel Oliveira)Antes da quebra provocada pelo clima neste ano, produção de milho cresceu 62% em MS em 2017 (Foto: Eliel Oliveira)

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
22/01/2019 - 10:05  Empresas estão proibidas de ligar para clientes fora do horário comercial
22/01/2019 - 08:18  Farra do Bolsa Família tem servidores e dono de “frota”
21/01/2019 - 11:23  A Secretaria Municipal de Educação divulga resultado de contratação de Professores.
21/01/2019 - 08:40  Agenda do dia: veja o que você precisa saber hoje
21/01/2019 - 08:28  Cheia do Pantanal pode ser menos rigorosa neste ano
21/01/2019 - 08:24  MS mantém contas equilibradas, enquanto 6 decretam calamidade
21/01/2019 - 08:24  MS amplia em 21% geração de energia de biomassa de cana
20/01/2019 - 09:24  Aldeia Buriti celebra 95ª Festa de São Sebastião.
18/01/2019 - 11:48  Mais de 112 mil candidatos zeraram a redação do Enem; 55 tiraram nota máxim
18/01/2019 - 10:29  Marciano, cantor sertanejo, morre aos 67 anos
18/01/2019 - 10:04  Secretaria faz entrega de brinquedos pedagógicos para atendimento psicológico.
17/01/2019 - 16:35  Para ter uma arma em casa, o gasto mínimo é de R$ 3,7 mil
17/01/2019 - 14:52  Multa mínima para quem capturar Dourado em rios será de R$ 2,7 mil
17/01/2019 - 14:43  Técnicos substituirão professores a partir do dia 18 de fevereiro
17/01/2019 - 14:13  Como as empresas de tecnologia podem lucrar com suas fotos no #10YearsChallenge
17/01/2019 - 14:12  Prazo de inscrição para processo seletivo da Força Nacional termina amanhã
17/01/2019 - 14:09  Família da ministra Tereza Cristina tem conflito histórico com índios em MS
17/01/2019 - 09:05  Secretaria de Educação Informa que matriculas para ano letivo de 2019 estão abertas.
17/01/2019 - 08:34  Brasil bate recorde de mortes violentas em 2017
17/01/2019 - 08:33  Mais de 6,4 mil microempresas devem R$ 136 milhões à Receita
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE