PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 16 de Maio de 2018 - 09:16
Maiores devedoras de MS têm R$ 101 mi em dívidas do FGTS



 
 

Cerca de 7 milhões de trabalhadores no País estão com seus depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) irregulares e só em Mato Grosso do Sul são 3.844 empresas devedoras, segundo dados da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

O montante devido, entre as 15 maiores devedoras do Estado, chega a R$ 101,143,543,12 milhões em dívidas ativas cobradas pelo órgão. No Brasil, o valor do débito chegou a R$ 27,8 bilhões em abril. 

Segundo especialistas, as empresa costumam escolher o FGTS como uma das primeiras dívidas a não serem pagas assim que começam a sofrer com dificuldades financeiras. Muitas já se encontram em estado de recuperação judicial ou a empresa já declarou falência, o que tornaria pouco provável que o fundo recebesse o total montante devido.

Em MS, das 15 maiores devedoras, oito são usinas e duas são empresas de atividade hospitalar, além de uma empresa de transporte urbano, uma loja de materiais de construção, uma concessionária de veículos e uma empresa de atividade pecuária.

Quatro companhias estão situadas na Capital e o restante no interior do Estado, em cidades como Sidrolândia, Brasilândia, Naviraí, Coxim, Dourados e Santa Rita do Pardo.

NACIONAL

Segundo levantamento do Portal Uol, dos R$ 27,8 bilhões de dívidas de empresas em todo o País, algumas são de massas falidas de empresas conhecidas, como a Varig, com uma dívida de R$ 820 milhões, e a Vasp, com R$ 160 milhões. As duas lideram o ranking geral.

Dentre as 15 maiores companhias em débito no Brasil, cinco são educacionais. A Associação Sociedade Brasileira de Instrução, dona da Universidade Cândido Mendes (terceiro lugar no geral -R$ 132 milhões), e a Gama Filho (quarto lugar -R$ 130 milhões) são as que acumulam as maiores dívidas no setor.

Na lista, também aparecem grandes empresas multinacionais, como a Vale (sexto lugar, com R$ 105 milhões) ou prestadoras de serviço como a Eletropaulo (oitavo lugar -R$ 91 milhões).

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
21/11/2018 - 08:55  Plantio da soja é antecipado, mas preços caem 11% em MS
20/11/2018 - 11:27  Facebook e Instagram ficam fora do ar nesta terça-feira
20/11/2018 - 10:58  Paraná terá o maior aquário de água doce do mundo
20/11/2018 - 09:52  Ares condicionados, notebooks e veículos serão leiloados pela PF
20/11/2018 - 09:48  Relatório aponta 3 barragens de MS com riscos de segurança
20/11/2018 - 09:44  Como fazer boas compras sem cair em uma armadilha
20/11/2018 - 09:29  Governo cria comitê de emergência para combater lama no Rio da Prata
20/11/2018 - 09:27  OAB-MS espera cerca de 11 mil advogados para eleição nesta 3ª-feira
20/11/2018 - 09:23  Realize sonhos infantis e seja Papai Noel
20/11/2018 - 09:17  Com 115 vagas para MS, ministério lança novo edital do Mais Médicos
19/11/2018 - 14:27  A três dias da Black Friday, Procon prepara campanha e alerta para risco de fraudes
19/11/2018 - 11:27  Acionada por moradores, PMA faz vistoria no Rio da Prata
19/11/2018 - 10:33  Frente fria mantém tempo instável com pancadas de chuva em MS
19/11/2018 - 10:32  Eleições da OAB/MS acontecem nesta terça-feira
19/11/2018 - 10:32  Juízes querem que o STF deixe para 2019 a análise do fim do auxílio-moradia
19/11/2018 - 09:40  Brasil e 12 países fazem treinamento militar em Natal
19/11/2018 - 08:44  Temporal causa alagamentos e derruba mais de 40 árvores em MS
19/11/2018 - 08:20  Com opção para financiar de veículos até cirurgia plástica, consórcio se reinventa
19/11/2018 - 08:10  Russos mantêm interesse em fábrica de fertilizantes em Três Lagoas
14/11/2018 - 14:14  Prefeito Edilsom acompanha andamento de obras de pavimentação.
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE