PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 16 de Maio de 2018 - 09:16
Maiores devedoras de MS têm R$ 101 mi em dívidas do FGTS



 
 

Cerca de 7 milhões de trabalhadores no País estão com seus depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) irregulares e só em Mato Grosso do Sul são 3.844 empresas devedoras, segundo dados da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

O montante devido, entre as 15 maiores devedoras do Estado, chega a R$ 101,143,543,12 milhões em dívidas ativas cobradas pelo órgão. No Brasil, o valor do débito chegou a R$ 27,8 bilhões em abril. 

Segundo especialistas, as empresa costumam escolher o FGTS como uma das primeiras dívidas a não serem pagas assim que começam a sofrer com dificuldades financeiras. Muitas já se encontram em estado de recuperação judicial ou a empresa já declarou falência, o que tornaria pouco provável que o fundo recebesse o total montante devido.

Em MS, das 15 maiores devedoras, oito são usinas e duas são empresas de atividade hospitalar, além de uma empresa de transporte urbano, uma loja de materiais de construção, uma concessionária de veículos e uma empresa de atividade pecuária.

Quatro companhias estão situadas na Capital e o restante no interior do Estado, em cidades como Sidrolândia, Brasilândia, Naviraí, Coxim, Dourados e Santa Rita do Pardo.

NACIONAL

Segundo levantamento do Portal Uol, dos R$ 27,8 bilhões de dívidas de empresas em todo o País, algumas são de massas falidas de empresas conhecidas, como a Varig, com uma dívida de R$ 820 milhões, e a Vasp, com R$ 160 milhões. As duas lideram o ranking geral.

Dentre as 15 maiores companhias em débito no Brasil, cinco são educacionais. A Associação Sociedade Brasileira de Instrução, dona da Universidade Cândido Mendes (terceiro lugar no geral -R$ 132 milhões), e a Gama Filho (quarto lugar -R$ 130 milhões) são as que acumulam as maiores dívidas no setor.

Na lista, também aparecem grandes empresas multinacionais, como a Vale (sexto lugar, com R$ 105 milhões) ou prestadoras de serviço como a Eletropaulo (oitavo lugar -R$ 91 milhões).

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
20/01/2019 - 09:24  Aldeia Buriti celebra 95ª Festa de São Sebastião.
18/01/2019 - 11:48  Mais de 112 mil candidatos zeraram a redação do Enem; 55 tiraram nota máxim
18/01/2019 - 10:29  Marciano, cantor sertanejo, morre aos 67 anos
18/01/2019 - 10:04  Secretaria faz entrega de brinquedos pedagógicos para atendimento psicológico.
17/01/2019 - 16:35  Para ter uma arma em casa, o gasto mínimo é de R$ 3,7 mil
17/01/2019 - 14:52  Multa mínima para quem capturar Dourado em rios será de R$ 2,7 mil
17/01/2019 - 14:43  Técnicos substituirão professores a partir do dia 18 de fevereiro
17/01/2019 - 14:13  Como as empresas de tecnologia podem lucrar com suas fotos no #10YearsChallenge
17/01/2019 - 14:12  Prazo de inscrição para processo seletivo da Força Nacional termina amanhã
17/01/2019 - 14:09  Família da ministra Tereza Cristina tem conflito histórico com índios em MS
17/01/2019 - 09:05  Secretaria de Educação Informa que matriculas para ano letivo de 2019 estão abertas.
17/01/2019 - 08:34  Brasil bate recorde de mortes violentas em 2017
17/01/2019 - 08:33  Mais de 6,4 mil microempresas devem R$ 136 milhões à Receita
17/01/2019 - 08:27  Em 15 dias, cidade de MS lidera ranking de queimadas no Brasil
17/01/2019 - 08:22  Depois de decreto, dobra número de procura por armas em lojas
16/01/2019 - 11:10  Depois de fechar escolas, Estado agora faz corte de professores
16/01/2019 - 10:20  Em um ano, dobra emissão de porte de arma em Mato Grosso do Sul
16/01/2019 - 09:37  Inep divulga notas do Enem na sexta-feira
16/01/2019 - 08:29  Depois de fechar escolas, Estado agora faz corte de professores
15/01/2019 - 15:18  Obra sem fim, até remover pichação em titânio vira problemão no Aquário.
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE