PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 16 de Maio de 2018 - 09:16
Maiores devedoras de MS têm R$ 101 mi em dívidas do FGTS



 
 

Cerca de 7 milhões de trabalhadores no País estão com seus depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) irregulares e só em Mato Grosso do Sul são 3.844 empresas devedoras, segundo dados da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

O montante devido, entre as 15 maiores devedoras do Estado, chega a R$ 101,143,543,12 milhões em dívidas ativas cobradas pelo órgão. No Brasil, o valor do débito chegou a R$ 27,8 bilhões em abril. 

Segundo especialistas, as empresa costumam escolher o FGTS como uma das primeiras dívidas a não serem pagas assim que começam a sofrer com dificuldades financeiras. Muitas já se encontram em estado de recuperação judicial ou a empresa já declarou falência, o que tornaria pouco provável que o fundo recebesse o total montante devido.

Em MS, das 15 maiores devedoras, oito são usinas e duas são empresas de atividade hospitalar, além de uma empresa de transporte urbano, uma loja de materiais de construção, uma concessionária de veículos e uma empresa de atividade pecuária.

Quatro companhias estão situadas na Capital e o restante no interior do Estado, em cidades como Sidrolândia, Brasilândia, Naviraí, Coxim, Dourados e Santa Rita do Pardo.

NACIONAL

Segundo levantamento do Portal Uol, dos R$ 27,8 bilhões de dívidas de empresas em todo o País, algumas são de massas falidas de empresas conhecidas, como a Varig, com uma dívida de R$ 820 milhões, e a Vasp, com R$ 160 milhões. As duas lideram o ranking geral.

Dentre as 15 maiores companhias em débito no Brasil, cinco são educacionais. A Associação Sociedade Brasileira de Instrução, dona da Universidade Cândido Mendes (terceiro lugar no geral -R$ 132 milhões), e a Gama Filho (quarto lugar -R$ 130 milhões) são as que acumulam as maiores dívidas no setor.

Na lista, também aparecem grandes empresas multinacionais, como a Vale (sexto lugar, com R$ 105 milhões) ou prestadoras de serviço como a Eletropaulo (oitavo lugar -R$ 91 milhões).

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
23/10/2018 - 09:46  Maior índice do país: 86% das cidades de MS têm plano de resíduos sólidos
23/10/2018 - 09:36  Em MS, mulheres ganham em média 8% a menos do que os homens
23/10/2018 - 09:33  Serviço de vacinação é oferecido pela primeira vez em farmácias
23/10/2018 - 09:26  STF julga inconstitucional lei de MS que proíbe tempo para uso de crédito de celular
22/10/2018 - 13:44  Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti inicia recapeamento da Avenida Reginaldo Lemes.
22/10/2018 - 09:40  Pela 2ª vez, celulares e computadores antecipam horário de verão
22/10/2018 - 09:33  Comercialização de carne bovina cresce 9% nos primeiros 9 meses do ano
22/10/2018 - 09:29  Burocracia trava recursos de R$ 56 mi para construir ponte
22/10/2018 - 09:27  Técnicas hídricas sustentáveis mudam realidade da horticultura
19/10/2018 - 11:42   Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti realizou a 6º Conferencia Municipal dos Direitos da ...
19/10/2018 - 10:42  Receita Federal vai premiar bons pagadores de impostos
17/10/2018 - 12:31  Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti realiza operação tapa-buracos por toda cidade.
17/10/2018 - 12:10  Falha em sites do Governo de MS suspende atendimentos de serviços
17/10/2018 - 12:06  Sem receber há 50 dias, servidores públicos estão há nove dias em greve
17/10/2018 - 10:21  Alerta de tempestade e queda de granizo em 38 cidades de MS nesta quarta-feira
17/10/2018 - 10:17  Transporte gratuito a doentes crônicos pode deixar de valer
17/10/2018 - 10:16  Municípios usarão recursos da Cesp em infraestrutura
16/10/2018 - 09:45  Em dez anos, usuários de MS fizeram mais de 450 mil trocas de operadoras
16/10/2018 - 09:25  Bombeiros salvam vida, mas agora respondem a processo
16/10/2018 - 09:00  MS teve 2,2 mil demissões por acordo desde o início da reforma
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE