PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 15 de Maio de 2018 - 11:34
Mato Grosso do Sul deixou de produzir R$ 3,7 bi por conta de acidentes de trânsito



 
 

No ano passado, 625 pessoas morreram e outras 992 tiveram invalidez permanente - Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

 
 

Um estudo apontou que Mato Grosso do Sul deixou de produzir R$ 3,7 bilhões em 2017 por conta da violência no trânsito. Esse valor corresponde ao que seria gerado pelo trabalho das vítimas, caso não tivessem se acidentado. No ano passado, 625 pessoas morreram e outras 992 tiveram invalidez permanente no Estado, conforme o estatísticas do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat)

Conforme os cálculos do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), órgão da Escola Nacional de Seguros, que realizou o estudo, o valor deixado de produzir no Estado por conta dos acidentes representa 4,82% do Produto Interno Bruto (PIB) de Mato Grosso do Sul.

“O que mais chamou atenção é que o Brasil vinha de um período de queda dos indicadores de violência no trânsito. Mas, nesse último ano, os números dispararam, voltando ao cenário de 2015. E com características muito preocupantes: 90,5% das vítimas estão na fase economicamente ativa e mais de 74% dos acidentes envolvem motocicletas, fazendo com que 59% dos acidentados sejam os próprios condutores”, alerta a economista Natália Oliveira, do CPES, coordenadora do estudo.

O estudo aponta ainda um aumento expressivo do número de vítimas fatais e com invalidez permanente em Mato Grosso do Sul. De 991 em 2016 subiu para 1.617 no ano passado. Assim, o impacto total das perdas produtivas foi 63,2% maior no período.

Em todo o Brasil, a violência do trânsito provocou um impacto econômico de R$ 199 bilhões no ano passado, ou 3,04% do PIB nacional. As perdas correspondem a acidentes que mataram 41,1 mil pessoas e deixaram 42 mil com invalidez permanente no país. Na comparação com 2016, o impacto foi 35,5% maior.

Representando 27% da frota nacional de veículos, as motos são responsáveis pelo maior número de acidentes no Brasil e também de vítimas. Foram 285.662 sinistros no ano passado. Os homens respondem por 88% das indenizações por morte em acidentes com motocicletas. No caso de acidentes de motos que resultaram em sequelas permanentes, 79% das indenizações também foram para vítimas do sexo masculino.

“A motocicleta, que é a solução de muitos transtornos no trânsito e também o meio de transporte de classes menos favorecidas, está tirando de circulação uma boa parte da população economicamente ativa. Ainda não temos uma consciência para a utilização desse veículo. Faltam educação, fiscalização e respeito”, acrescenta Natália.

São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro lideram as estatísticas de perdas decorrentes dos acidentes de trânsito. O Centro-Oeste sofreu a maior perda em comparação com o PIB. O impacto da violência no trânsito consumiu 4,86% do PIB regional, seguido das regiões Nordeste (3,8%), Sul e Norte (3,4% cada).

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
25/05/2018 - 16:47  Ministro diz que Forças Armadas atuarão de maneira 'enérgica' para liberar estradas
25/05/2018 - 15:12  Governo autoriza Exército para liberar estradas se caminhoneiros não cederem
25/05/2018 - 11:35  Mesmo após acordo, caminhoneiros mantêm 37 pontos de interdição em MS
25/05/2018 - 11:21  Paralisações de caminhoneiros afetam rotina em todo o Estado
25/05/2018 - 11:16  Em Mato Grosso do Sul, cerca de 100% das indústrias devem parar,
25/05/2018 - 11:07  Comunicado da Secretaria Municipal de Educação de Dois Irmãos do Buriti.
25/05/2018 - 10:33  Prefeitura Dois Irmãos do Buriti lança Campanha do Agasalho 2018.
22/05/2018 - 12:24  Projeto Abadá Capoeira em Dois Irmãos do Buriti.
22/05/2018 - 12:23  Morre o jornalista Alberto Dines aos 86 anos em São Paulo
22/05/2018 - 12:08  Agência pode encerrar contrato de concessão da BR-163 com a CCR MSVia
22/05/2018 - 11:49  Frio não afeta lavouras de MS e preço do milho sobe
22/05/2018 - 11:47  MPT cobra dos Correios mais segurança nas agências após roubos em MS
21/05/2018 - 12:35  Pedidos de aposentadoria por telefone e internet começam hoje
21/05/2018 - 12:32  Brasil passa a ser considerado livre de febre aftosa
21/05/2018 - 11:59  Preço do combustível já representa 60% do frete após seguidos aumentos
21/05/2018 - 11:09  Secretaria de Assistência Social promoveu encontro de SCFV-Melhor no Distrito de Palmeiras.
21/05/2018 - 10:19  Caminhoneiros protestam contra alta do diesel no país
18/05/2018 - 10:35  Cresce o número de jovens entre 15 e 29 anos que não estudam nem trabalham
18/05/2018 - 10:20  Enem 2018 encerra inscrições nesta sexta-feira (18), às 23h59
18/05/2018 - 10:07  Brasil ainda não atingiu meta de redução de analfabetismo fixada para 2015
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE