PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 08 de Fevereiro de 2018 - 09:36
O que é o ‘desafio do desodorante’ que levou criança à morte



 
 


 Facebook Parentes a amigos da família de Adrielly começaram campanha nas redes sociais para alertar os pais sobre riscos de "brincadeiras" na internet

Circula nas redes sociais um vídeo propondo um — perigoso — jogo. O “desafio do desodorante“, que vitimou uma criança de 7 anos no último sábado (3), incentiva espectadores a inalarem gás de desodorante aerossol pelo maior tempo que conseguirem.

Na gravação publicada há quase dois anos, em 3 de abril de 2016, um jovem youtuber explica o desafio: borrifar desodorante em um saco plástico e tentar inalar a maior quantidade possível “como se fosse lança” — diz, referindo-se ao lança-perfume. Pouco depois, ele aparenta estar atordoado, mas repete o procedimento. “O que eu estou fazendo da minha vida?”, diz, no vídeo que já foi visto mais de 60 mil vezes.

Existem outros “desafios” no YouTube que podem acabar muito mal. Em uma variante do “desafio do desodorante”, youtubers convidam as pessoas a acionarem o spray bem próximo à pele, até “gelar”. A prática, no entanto, pode causar queimaduras e ferimentos graves.

Alerta aos pais

Adrielly Gonçalves7 anos, morreu depois de inalar desodorante aerossol em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, no último sábado. Segundo parentes da criança, ela espirrou desodorante no rosto por ter visto pessoas fazendo o mesmo em vídeos divulgados na internet, no chamado “desafio do desodorante”.

Depois do que aconteceu, parentes da menina e amigos da família começaram a fazer campanha nas redes sociais para alertar os pais sobre esses vídeos que circulam na internet. “Galera, o vídeo era sobre um desafio de inalar desodorante aerossol, o objetivo era inalar e ver a quantidade de tempo que você aguenta, ela criança inocente colocou o desodorante direto na boca e desmaiou tendo parada cardíaca em sequência”, escreveu no Facebook Sheila Cristina, amiga da família.

Em nota, a Secretaria de Saúde do município informou que Adrielly chegou à Unidade de Pronto Atendimento com parada cardiorrespiratória e em estado grave. “Os médicos realizaram manobras para tentar reanimar a criança, mas ela veio a óbito minutos depois”, afirmou a instituição. “O Instituto Médico Legal (IML) irá apresentar um laudo, detalhando as causas da morte.”

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
23/10/2018 - 09:46  Maior índice do país: 86% das cidades de MS têm plano de resíduos sólidos
23/10/2018 - 09:36  Em MS, mulheres ganham em média 8% a menos do que os homens
23/10/2018 - 09:33  Serviço de vacinação é oferecido pela primeira vez em farmácias
23/10/2018 - 09:26  STF julga inconstitucional lei de MS que proíbe tempo para uso de crédito de celular
22/10/2018 - 13:44  Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti inicia recapeamento da Avenida Reginaldo Lemes.
22/10/2018 - 09:40  Pela 2ª vez, celulares e computadores antecipam horário de verão
22/10/2018 - 09:33  Comercialização de carne bovina cresce 9% nos primeiros 9 meses do ano
22/10/2018 - 09:29  Burocracia trava recursos de R$ 56 mi para construir ponte
22/10/2018 - 09:27  Técnicas hídricas sustentáveis mudam realidade da horticultura
19/10/2018 - 11:42   Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti realizou a 6º Conferencia Municipal dos Direitos da ...
19/10/2018 - 10:42  Receita Federal vai premiar bons pagadores de impostos
17/10/2018 - 12:31  Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti realiza operação tapa-buracos por toda cidade.
17/10/2018 - 12:10  Falha em sites do Governo de MS suspende atendimentos de serviços
17/10/2018 - 12:06  Sem receber há 50 dias, servidores públicos estão há nove dias em greve
17/10/2018 - 10:21  Alerta de tempestade e queda de granizo em 38 cidades de MS nesta quarta-feira
17/10/2018 - 10:17  Transporte gratuito a doentes crônicos pode deixar de valer
17/10/2018 - 10:16  Municípios usarão recursos da Cesp em infraestrutura
16/10/2018 - 09:45  Em dez anos, usuários de MS fizeram mais de 450 mil trocas de operadoras
16/10/2018 - 09:25  Bombeiros salvam vida, mas agora respondem a processo
16/10/2018 - 09:00  MS teve 2,2 mil demissões por acordo desde o início da reforma
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE