PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 08 de Fevereiro de 2018 - 09:24
Pedido de aditivo emperra assinatura de contrato do Aquário



 
 

Pedido de aditivo emperra assinatura de contrato do Aquário

 
 

Governo do Estado e empresas ainda não entraram em um acordo com relação às cláusulas do contrato para conclusão das obras do Aquário do Pantanal.

Ontem, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que um dos pontos de divergência entre as partes é que as empresas querem que seja incluída a possibilidade de se fazer aditivos no contrato, condição com a qual o Estado não concorda.

“Você não tem como forçar ninguém a assinar contrato. É algo bilateral, tem cláusulas que protegem o contratante e tem cláusulas que protegem o contratado, no caso, as empresas, e isso é uma discussão normal. Nós já temos o aval do Ministério Público, já temos o aval do Tribunal de Contas, mas lógico que só vai ser firmado o contrato se as duas partes (empresas e governo) estiverem de acordo”, explicou.

O valor total para contratação, de R$ 38,7 milhões, foi divido entre duas empresas, portanto, dois contratos devem ser assinados.

A Construtora Maksoud Rahe Ltda. deverá receber R$ 27.569.534,83 para concluir a construção do prédio, e a Tecfasa Brasil Soluções em Eficiência Energética Ltda. receberá R$ 11.204.906,11 para realizar serviços técnicos remanescentes especializados para fins de consecução do Sistema de Suporte à Vida – SSV (filtragem, automação e iluminação) e construção cenográfica, previstos na composição do Aquário.

De acordo com Azambuja, apesar do impasse, o contrato deve ser assinado em breve. “Nós queremos aquele contrato com a planilha que já foi apresentada e os preços fixados. A informação que eu tenho pelo secretário Marcelo Miglioli (de Infraestrutura) é de que estavam praticamente definidas as cláusulas contratuais, então, é só aguardar a assinatura”, concluiu o governador.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
22/02/2018 - 15:06  Dia seguinte a cheia do Rio Aquidauana é de limpeza e avaliação dos prejuízos
22/02/2018 - 14:43  DESCASO - Cabo de empresa de telefonia está caído a mais de uma semana e sem reparos.
22/02/2018 - 12:00  Comissão aprova renegociação de dívidas do Funrural para abril0
22/02/2018 - 11:47  Sindicato dos Jornalistas condena ações de Reinaldo contra O Jacaré e defende liberdade de imprensa
22/02/2018 - 11:07  Rio Aquidauana desce mais de 1 metro e saldo é de 153 pessoas desabrigadas
22/02/2018 - 10:55  Anatel começa a bloquear celulares piratas nesta quinta-feira
22/02/2018 - 10:22  Prefeitura de Dois Irmãos do Buriti abre inscrições para Banda Municipal.
22/02/2018 - 09:38  Veja o que você precisa saber hoje
22/02/2018 - 09:31  PIS começa a ser pago hoje para 133 mil trabalhadores no Estado
19/02/2018 - 14:00  Procuradoria abre investigação sobre controle de TV por Romero Jucá
19/02/2018 - 13:00  O que acontece se a Reforma da Previdência não passar?
19/02/2018 - 12:00  Transporte de cargas pela hidrovia aumentou 37,6%
19/02/2018 - 11:17  STF julgará esta semana prisão domiciliar para detentas grávidas
19/02/2018 - 10:58  Governo quer CNH gratuita para pessoas de baixa renda
19/02/2018 - 10:45  General interventor usará dados de inteligência para fazer ampla mudança nos cargos das ...
19/02/2018 - 10:18  Rebelião na Baixada Fluminense termina com três presos feridos e 18 reféns liberados
19/02/2018 - 10:00  Inscrições para o financiamento estudantil em universidades pagas começam hoje
19/02/2018 - 09:56  Agenda do dia: veja o que você precisa saber hoje
19/02/2018 - 09:50  Em 2017, Mato Grosso do Sul contratou 3.712 aprendizes
19/02/2018 - 09:41  Prazo para regularização de granjas vai até 3 de março
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE