PUBLICIDADE
Geral
Noticia de: 06 de Dezembro de 2018 - 10:35
Renda média do trabalhador é de R$ 2,3 mil em MS, 10º maior entre os estados



 
 
Fila em frente à Funsat, agência pública de empregos em Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Fila em frente à Funsat, agência pública de empregos em Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Mato Grosso do Sul tem o 7º maior proporção de trabalhadores no mercado formal – 61,8% – e está na 10ª posição dentre os Estado com o maior rendimento médio, que foi de R$ 2.361 em 2017. Os dados foram divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (5) pela Síntese dos Indicadores Sociais.

Conforme levantado pela Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), que também analisou o trabalho formal, em Mato Grosso do Sul, em 2012, do total da população ocupada, 59,9% contava com trabalho formal. Em 2017, essa proporção passou para 61,8%.

Entre os homens, essa proporção manteve-se no mesmo período e entre as mulheres, a proporção ocupada em trabalhos formais passou de 56,3% em 2012 para 60,8% em 2017.

Mato Grosso do Sul fica atrás de Santa Catarina, que tem 76,7% das pessoas trabalhando com carteira assinada, Rio Grande do Sul (70,2%), Distrito Federal (69,3%), São Paulo (69,3%), Paraná (67,7%) e Rio de Janeiro (65,9%).

Em 2017, o rendimento médio dos empregos formais era de R$ 2.361, e o dos trabalhos informais era de R$ 1.383, diferença de R$ 978. A maior diferença de rendimento foi registrada entre pessoas brancas: no trabalho formal, que era de R$2.691, contra R$ 1.580 no trabalho informal – R$ 1.111 a menos.

No país, a maior remuneração média está no Distrito Federal, R$ 4.505.

principal  |  voltar  |  imprimir

Últimas Noticias

.
17/06/2019 - 11:40  Delegado de Aquidauana é transferido após sumiço de 100 kg de cocaína
17/06/2019 - 10:52  Inauguração da reforma da Quadra de Esporte da Escola Municipal Felícia Emiko Kawamura Sakitani
17/06/2019 - 10:26  Idoso morre ao cair de escada durante poda de árvore na Capital
17/06/2019 - 10:25  Petrobras venderá subsidiária em Três Lagoas até setebro
17/06/2019 - 10:09  Mais de 29 mil contribuintes em MS vão receber 1º lote do Imposto de Renda
17/06/2019 - 10:05  Uso de simulador para obtenção de CNH será facultativo
17/06/2019 - 10:00  Xuxa fala sobre pacto com diabo, traição de Pelé e rixa com Eliana
17/06/2019 - 10:00  Filhos são responsáveis pela maioria das 545 violações contra idosos em MS
14/06/2019 - 11:52  Governador viabiliza recursos para obras em aeroporto de Bonito
14/06/2019 - 11:49  Menino de Aquidauana fã da PM viaja escoltado para fazer transplante de rim
14/06/2019 - 11:48  Conselheiros pedem saída de diretor da Santa Casa
14/06/2019 - 11:47  Motorista morre no hospital 13 dias após ônibus cair em barranco
14/06/2019 - 11:44  Instrutor usava ônibus de autoescola para o tráfico na Capital
14/06/2019 - 11:41  Bombeiros registram 80 casos de queimadas por dia na Capital
14/06/2019 - 11:26  Futuro da BR-163 depende de parecer técnico do TCU
14/06/2019 - 11:23  Organização espera 20 mil em ato pela educação e contra a reforma
14/06/2019 - 11:11  Bancos abrem uma hora mais tarde e universiddesa públicas fecham em Greve Geral
14/06/2019 - 11:09  Trabalhadores rurais, bancários e sindicalistas protestam no Incra
14/06/2019 - 10:46  Inverno chega dia 21 com pouca chuva e temperatura abaixo dos 5ºC graus
14/06/2019 - 10:44  Com 13 milhões de desocupados, Brasil registra meis inusitados de busca por emprego
 
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE